TV Cidade

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Edvaldo Nogueira nega dívidas e diz que deixou Prefeitura organizada

Apesar das críticas, Edvaldo se orgulha de sua gestão
FOTO: Alejandro Zambrana

*Por Lays Millena

“Querem fazer um desgaste político”. Essas são as palavras do ex-prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PCdoB), sobre possíveis dívidas da gestão dele, levantadas pela administração do prefeito João Alves Filho (DEM). Edvaldo nega as acusações e garante que deixou a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) organizada e em boas condições financeiras. “A população sabe discernir as coisas e não vai cair nesse engodo. Deixei um superávit de R$ 11 milhões e a PMA tem uma capacidade de endividamento de R$ 1 bilhão”, revelou o ex-prefeito, em entrevista aos jornalistas André Barros e Rosalvo Nogueira durante o Jornal da Manhã da Jovem Pan.

Segundo Edvaldo, já é costume do secretário de Finanças, Nilson Lima, apresentar números negativos sobre as gestões. “Ele fez a mesma coisa quando era secretário de Déda, após a administração de Gama. Foram apresentados relatórios catastróficos e, depois, vimos que não era nada daquilo”, afirma. Em relação às obras da capital, Edvaldo disse que não haveria tempo de concluí-las na própria gestão, mas assegura que todas estavam dentro de uma programação prevista. No campo da Saúde, Nogueira também garante que não deixou dívidas. “Tanto é que já nem estão falando a respeito”, acrescenta. Sobre o descarte de remédios vencidos, ele diz que muitos dos medicamentos recebidos já têm alguns anos e essa medida sempre será necessária.  

Apesar das inúmeras críticas, o ex-prefeito ressalta que se orgulha do trabalho desenvolvido em Aracaju. “Segundo o IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), entre todos os prefeitos das capitais do Nordeste, fui um dos melhores avaliados. Nossa cidade tem a melhor limpeza pública do País e, no transporte público, 388 ônibus 0km entraram na frota da cidade durante minha gestão. Isso nunca ocorreu antes”, destacou. Depois da experiência no Executivo, Nogueira diz que não deixará a política. Ele já afirma que é pré-candidato a deputado federal no próximo ano e opina sobre as eleições para governo no Estado, apontando o nome do vice-governador Jackson Barreto (PMDB) como o melhor para disputar a vaga. Sobre o que fará a partir de agora, Edvaldo deixa o recado. “Vou ficar na política, mas o que farei da minha vida pessoal cabe a mim resolver, não interessa a ninguém!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao nosso blog. Sua opinião é importante para nós!