Dengue ou Covid-19? Como diferenciar as doenças

Com febre alta e dores no corpo, diferentemente da covid-19 a dengue não causa sintomas respiratórios e pode ser prevenida com a eliminação de água parada

Publiciado em 19/01/2022 as 19:11

Considerada uma doença sazonal, a dengue se manifesta principalmente no verão. Depois de vários dias de chuvas e com a volta do sol é importante ficar em alerta para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. Afinal, ele só precisa de água parada, mesmo que em pequenas quantidades, uma tampinha de garrafa pet já é o suficiente, e o calorzinho gostoso para se reproduzir e dar início a um surto da doença.

De acordo com a infectologista do Sistema Hapvida, Dra. Silvia Fonseca, neste momento as pessoas têm focado muito na covid-19 e na gripe, mas os cuidados com a prevenção à dengue e o alerta para os sintomas da doença não devem ser deixados de lado, pois estamos no período com maior incidência da doença.

Além de cuidar do ambiente onde vive para não deixar água parada, a população precisa estar alerta aos sintomas mais comuns da doença que são a febre alta e a dor no corpo. Diferentemente da covid e da gripe, nos casos de dengue não há sintomas respiratórios como nariz escorrendo e tosse. Essa é a principal diferença”, explica a médica.

De acordo com a infectologista, ao apresentar sintomas como febre e dor no corpo sem sintomas respiratórios as pessoas devem investir em hidratação feita com água, soro caseiro ou bebidas isotônicas, nunca com refrigerantes, bebidas alcóolicas e chás que são diuréticos e procurar orientação médica, preferencialmente na modalidade de telemedicina para evitar aglomerações.

É muito importante que a população ajude a evitar a proliferação do mosquito eliminando a água parada e saiba reconhecer os sinais da doença para adotar as medidas corretas que são basicamente o repouso, a hidratação adequada e manutenção de uma alimentação saudável, que já podem ser iniciadas antes mesmo de uma consulta médica. Pacientes que apresentem também vômito, tonturas, sangramentos na gengiva ao escovar os dentes, devem procurar o médico rapidamente, pois eles podem estar evoluindo para a forma mais grave da dengue”, conclui.

 

 

Assessoria Hapvida