Banese

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Transporte intermunicipal aumentará número de assentos

Ascom/Sedurb
Atendendo a uma solicitação dos usuários do transporte público intermunicipal e pensando em seu bem-estar, o Conselho Estadual de Transporte (CET) regulamentou o aumento de assentos nos ônibus que fazem as linhas de transporte rodoviário coletivo intermunicipal de passageiros. Os veículos que atualmente fazem o transporte intermunicipal dispõem de 32 assentos, com a regulamentação posta em prática terão esse número ampliado para 40 lugares, o que garantirá comodidade aos usuários, evitando assim o excesso de passageiros durante as viagens realizadas.

De acordo com o Secretário Estadual do Desenvolvimento Urbano, Carlos Fernandes de Melo Neto, a resolução adotada irá amenizar um problema antigo. “É fato que o número de passageiros que utilizam o transporte não para de crescer. Ampliando o número de 32 para 40 lugares, atendemos uma demanda da população, evitamos a lotação nos veículos - o que resultará em maior segurança para os usuários - e ainda melhoramos a qualidade do transporte sem necessitar aumentar o número de veículos”, explica.

Ele acrescenta que as medidas adotadas para a melhoria do transporte irão continuar. “O Governo do Estado tem uma constante preocupação em operacionalizar de maneira segura o transporte intermunicipal de passageiros. Outras soluções em prol dos usuários acontecerão gradativamente, reforçando assim o compromisso em cada vez mais facilitar a mobilidade urbana dos sergipanos”, declara. 

Segundo o Diretor de Transportes da Sedurb, Orlando Sérgio Vieira, a decisão do CET será posta em prática o mais breve possível. “A Ditransp já está analisando quais serão as linhas a terem o layout ampliado o quanto antes. Sabemos que os veículos que fazem o trajeto da capital para as cidades que pertencem ao território da Grande Aracaju estarão entre os primeiros, uma vez que a quantidade de passageiros que realizam esse percurso está em maior número”, afirma. 

*Fonte:ASN

Clientes da Vivo terão internet cortada quando a franquia terminar

A operadora de telefonia Vivo vai mudar a forma de cobrança da internet pelo celular para clientes de pacotes pré-pagos a partir do mês que vem. Quando o pacote de dados contratado pelo cliente acabar, ele terá de pagar um valor adicional para continuar navegando na internet. Atualmente, quando a franquia chega ao fim, a velocidade de navegação é reduzida, mas o usuário não tem de pagar a mais. A mudança vale a partir de 6 de novembro, inicialmente para os clientes do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais, mas poderá ser estendida para outras regiões nos próximos meses.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disse que irá pedir esclarecimentos às prestadoras de telefonia celular sobre possíveis alterações na forma de cobrança da internet móvel. Segundo a agência, as regras do setor permitem às empresas adotar várias modalidades de franquias e de cobranças, mas o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações determina que qualquer alteração em planos de serviços e ofertas deve ser comunicada ao usuário, pela prestadora, com antecedência mínima de 30 dias.

A Vivo informou que os clientes pré-pagos estão sendo avisados por SMS sobre a mudança. Depois da mudança, os clientes da Vivo vão receber uma mensagem de texto (SMS) quando o consumo atingir 80% da franquia e outro no momento em que ela acabar. O último aviso virá com a opção de contratação do pacote adicional de 50 MB, que custará R$ 2,99 por sete dias.

O mesmo ajuste deverá ser adotado futuramente para os clientes de planos pós-pagos. A empresa diz que está trabalhando em ajuste sistêmicos e fará o anúncio sobre a mudança aos usuários com a antecedência necessária. Segundo a Vivo, o ajuste será feito para atender às necessidades e expectativas dos 53,1 milhões de clientes pré-pagos, que vem usando cada vez mais os pacotes de dados pelo celular, especialmente para acessar redes sociais.

Outras empresas

A mudança ainda não vale para os clientes das outras três grande operadoras de telefonia celular do mercado (Claro, TIM e Oi). Para a TIM, mudanças no formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares, mas a operadora disse que não prevê qualquer ajuste na cobrança, por enquanto, e segue avaliando as diferentes possibilidades. A Oi disse que considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança por pacotes adicionais, uma tendência mundial, mas não informou se irá adotá-la em breve. A Claro também não informou se irá mudar a estratégia, mas garantiu que seus clientes podem escolher entre contratar pacotes adicionais ou navegar com a velocidade reduzida depois que a franquia acaba.

A Associação de Consumidores Proteste critica a intenção das operadoras e diz que vai enviar um ofício à Anatel questionando a iniciativa. Para a entidade, as empresas não podem alterar unilateralmente o contrato para os consumidores que já têm planos de franquia que garantem a continuidade do serviço, ainda que com velocidade reduzida. “Os maiores prejudicados serão os consumidores que foram iludidos com pretensos planos de acesso ilimitado a internet. É importante verificar no contrato as limitações de velocidade previstas quando o usuário excede a franquia média de dados”, orienta a Proteste.

*Fonte: Agência Brasil

Saúde de Aracaju realizará IV Seminário Municipal do Programa Saúde na Escola

A Saúde de Aracaju, através da Diretoria de Vigilância em Saúde, da Coordenação de Promoção à Saúde (Cops) e do Programa Saúde na Escola (PSE), irá realizar, no dia 27 de novembro, o "IV Seminário Municipal do Programa Saúde na Escola". O evento, que é uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), acontecerá na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Presidente Vargas, no bairro Siqueira Campos e irá reunir 200 profissionais da saúde e da educação envolvidos no PSE. Ao todo, o programa atende 52 escolas municipais e estaduais e possui 39 Unidades de Saúde da Família cadastradas.

Com o tema "Promovendo saúde na escola do nosso território", o seminário terá uma carga horária total de oito horas distribuídas em dois turnos. O objetivo é aproximar e capacitar os profissionais para que eles reflitam sobre os cuidados com a saúde das crianças. De acordo com a técnica do Programa Saúde na Escola, Aline Barros, durante o período da manhã será realizado uma conferência sobre a territorialidade e a realização de uma mesa redonda.

"Através da conferência e da mesa redonda iremos discutir sobre as experiências e ações dos profissionais no PSE. E durante a tarde serão realizadas quatro oficinas onde serão discutidas as temáticas de Sexualidade, Alimentação Saudável, Álcool e outras Drogas, Cultura de Paz e Direitos Humanos", explica Aline.

Inscrição

A técnica do PSE, Ilziney Simões, enfatiza que podem se inscrever no seminário os profissionais que fazem parte das escolas e Unidades de Saúde cadastradas no PSE. "Estamos ofertando 200 vagas, sendo que cada Unidade de Saúde terá direito há duas vagas. Das escolas cadastradas, será uma vaga para cada escola de ensino infantil e uma para escolas estaduais, além de duas vagas para cada escola de ensino fundamental. Além disso, estamos ofertando vagas para representantes da Faculdade Estácio de Sergipe (FASE), Universidade Tiradentes (UNIT) e Universidade Federal de Sergipe (UFS)", diz.

As inscrições estão sendo realizadas através do site http://cops.saude.aracaju.se.gov.br desde o dia 20 de outubro e vão até o dia 7 de novembro. Lembrando que além da inscrição para o evento, os profissionais poderão inscrever trabalhos que serão apresentados em formato de banner.

*Fonte: PMA

Bancos públicos aplicaram R$ 4,2 bilhões em Sergipe

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Caixa Econômica Federal (CEF), o Banco do Brasil (BB) e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), representando os bancos públicos federais, e o estadual Banco de Sergipe (Banese), aplicaram na economia sergipana, durante o primeiro semestre de 2014, R$ 4,2 bilhões em operação de crédito para diversos setores, atividades e beneficiários. As informações foram repassadas para a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), conforme solicitação do secretário e economista Saumíneo Nascimento para acompanhamento analítico da evolução do crédito e seu impacto na economia do estado.

Saumíneo avalia que estes números estão em sintonia com a perspectiva apontada pelos bancos durante todo este ano, de aplicar na economia sergipana cerca de R$ 8 bilhões. “A atuação dos bancos públicos no estado, na concessão de crédito para empresas e pessoas físicas, é um esforço importante no atual cenário econômico que recebe, de forma constante, novos investimentos e empreendedores que sinalizam para a continuidade do crescimento econômico de Sergipe”, comenta. 

Um dos importantes segmentos de influência na economia do país, o setor imobiliário em Sergipe contou com créditos, de bancos públicos, aplicados de aproximadamente R$ 1 bilhão. “O crédito imobiliário aplicado pelos bancos públicos em Sergipe é um importante agente de oportunidades para empresas e, principalmente, para pessoas físicas que buscam adquirir sua casa própria ou até mesmo abrir seu próprio negócio”, esclarece Saumíneo, lembrando que no estado são três os bancos públicos que operam neste setor, a CEF, o BB e o Banese.

Outra aplicação detalhada pelos bancos públicos foi no setor rural, que no período do primeiro semestre deste ano contou com R$ 284 milhões para operações de custeio e investimento das atividades desenvolvidas no meio rural sergipano. “É importante ressaltar que os bancos aplicaram cerca de 6% dos recursos apresentados para o seguimento rural, um valor significante se comparado aos 3,5% de representação do setor no PIB sergipano”, explica o secretário.

O relevante número de aplicações reflete ainda no investimento dos bancos para o melhor atendimento ao cliente no estado. Apenas no primeiro semestre de 2014, Sergipe recebeu três novas agências bancárias. Até junho deste ano, conforme dados do Banco Central, são 214 agências distribuídas em todo o estado. “Sergipe é o único que possui um banco estadual, o Banese, na região Nordeste. Apenas o Banese dispõe de 62 agências e é o 15º colocado no Brasil entre os bancos pelo critério do número de agências”, acrescenta o secretário. 

Saumíneo destaca também a boa atuação dos bancos privados na economia sergipana, no mesmo período. “A perspectiva é de que os bancos cumpram suas metas de aplicação de recursos e auxiliem de forma decisiva no desenvolvimento econômico do estado”, conclui.

*Fonte: ASN

Datafolha confirma Dilma com 52% dos votos válidos e Aécio com 48%

Nova pesquisa Datafolha divulgada nesta madrugada sobre a corrida pela Presidência da República mostrou a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) com 52% dos votos válidos. O rival, Aécio Neves (PSDB) está com 48%. 

Desta vez, foram ouvidos 4.355 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento, encomendado pelo jornal “Folha de S.Paulo”, mostra o mesmo placar observado em sondagem divulgada no dia 20 de outubro. Os dois permanecem em empate técnico, com vantagem para a petista.

Considerando os votos brancos e nulos (6%) e os indecisos (4%), Dilma conta com 47% das intenções de voto e Aécio, com 43%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01160/2014.

*Fonte: Valor Econômico 

CNJ realiza IX Semana Nacional da Conciliação do Poder Judiciário

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizará, no período de 24 a 28 de novembro, a IX Semana Nacional da Conciliação do Poder Judiciário. O evento, que abrange todo o território nacional pretende disseminar a pacificação social, o respeito entre as partes e a celeridade na Justiça e tem como slogan: “Conciliar: bom para todos, melhor para você”.

Trata-se de campanha de mobilização, realizada anualmente, que envolve todos os tribunais brasileiros, os quais selecionam os processos que tenham possibilidade de acordo e intimam as partes envolvidas para solucionarem o conflito. A medida faz parte da meta de reduzir o grande estoque de processos na justiça brasileira.

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe ajuda a divulgar a iniciativa, embora, de acordo com o Secretário Judiciário, Marcos Vinícius Linhares Constantino da Silva, “iniciativas para estimular a conciliação não seriam aplicáveis no âmbito desta Justiça, uma vez que o Direito Eleitoral é composto por normas cogentes, ou seja, indisponíveis e irrenunciáveis”.

Desenvolvida pelo Conselho Nacional de Justiça em parceria com os tribunais participantes do Movimento pela Conciliação, a campanha visa disseminar em todo o Brasil a cultura da paz e do diálogo, fortalecendo a solução dos conflitos de forma negociada.

Mais informações poderão ser obtidas no portal do CNJ, por meio do endereço eletrônico http://www.cnj.jus.br/conciliacao. Nesse endereço, também estão disponíveis os contatos de todos os Núcleos de Conciliação na Justiça Estadual, na do Trabalho e na Federal.

*Fonte: Ascom/TRE-SE

Semana de Pesquisa da Unit apresenta conferencistas internacionais

Programação da 16ª Sempesq envolve mais de cem minicursos, 720 apresentações de trabalho, lançamento de livros, entre outras ações
Jacinto Estima, do Masdar Institute, 
está entre os conferencistas estrangeiros
Foto: Marcelo Freitas

A Universidade Tiradentes (Unit) promove a 16ª Semana de Pesquisa – Sempesq – entre os dias 27 e 30 deste mês. Voltado para estudantes, pesquisadores e profissionais das diversas áreas, o evento integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida anualmente pelo Governo Federal, e acontece em todos os campi da instituição, com transmissão ao vivo para os polos de educação a distância e unidades de cursos de pós-graduação lato sensu em Sergipe e outros Estados.

O tema de 2014 é “Ciência e Tecnologia para um Brasil sem Fronteiras”. A programação da Sempesq inclui conferências nacionais e internacionais; mesas-redondas; palestras temáticas; mais de cem minicursos; apresentação de 720 trabalhos; lançamento de livros; Feira do Empreendedor; Feira Científica; e a entrega do Prêmio Jovem Pesquisador. A estimativa é de que sete mil pessoas participem do evento, que permanece com inscrições abertas no hotsite www.unit.br/sempesq, onde também é possível conferir a programação completa.

“A Semana de Pesquisa tem abrangência nacional, tanto que nós temos trabalhos inscritos de estados como Goiás, Alagoas e Bahia. A nossa ideia é fazer da Sempesq um evento internacional”, afirma o professor Cristiano Ferronato, coordenador de Pesquisa da Universidade Tiradentes.

Realizada pela Unit em parceria com o Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Sempesq também conta com o apoio institucional do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (Capes); Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE); Sergipe Parque Tecnológico (Sergipetec); Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase); Editora Tiradentes (Edunit), entre outros parceiros.

PALESTRANTES INTERNACIONAIS

A 16ª Sempesq apresenta conferencistas de grandes instituições estrangeiras. A Unit é a primeira universidade brasileira a trazer um pesquisador do Masdar Institute of Science and Tecnology, de Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), para ministrar uma conferência no País. Jacinto Estima é doutorando em Gestão da Informação e abordará o tema “Bigdata: a nova revolução na Era da Informação”. O evento também conta com a participação do neurocientista e professor da Universidade de Aveiro (Portugal), Hugo de Almeida, que participará de uma mesa-redonda sobre qualidade no ensino superior e os ajustamentos da oferta formativa às necessidades do mercado.

Já o tema “Ciências sem fronteiras – panorama e reflexões” será abordado pelo antropólogo James Paul Ito-Adler, diretor presidente do Cambridge Institute for Brazilian Studies, e pelo renomado economista e educador Cláudio de Moura Castro, colunista da Revista Veja, mestre em Economia pela Universidade de Yale, com doutoramento na Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos.

Segundo a professora Ester Vilas-Bôas, diretora de Pesquisa e Extensão da Unit, a presença de conferencistas de renome internacional reforça a credibilidade da Universidade Tiradentes no cenário educacional. “Temos o reconhecimento das instituições que fomentam e regulamentam a pesquisa no Brasil e também de universidades internacionais, que nos dão o voto de confiança e liberam seus pesquisadores para ministrar palestras aqui. O professor Jacinto Estima, por exemplo, ficará conosco alguns dias após o término da Sempesq, para verificarmos a possibilidade de uma parceria entre a Unit e o Masdar Institute”, adianta.

BIOCANT PARK

Na abertura da 16ª Sempesq, a Universidade Tiradentes assinará um memorando de entendimento com o Biocant Park, primeiro parque de biotecnologia de Portugal, que tem o objetivo de patrocinar, desenvolver e aplicar o conhecimento avançado na área das ciências da vida, apoiando iniciativas empresariais de potencial elevado.

“Essa parceria nos permitirá entrar direto na comunidade europeia, possibilitando aos nossos programas de pós-graduação stricto sensu e ao Instituto de Tecnologia e Pesquisa abrir novas frentes de investigação de ponta, de interesse internacional”, avalia a professora Ester.

*Fonte: Ascom/Unit

PMA entrega 12 importantes obras em 2014

Foto: Pedro Leite
A Prefeitura de Aracaju tem tornado antigos sonhos em realidade. Só em 2014 foram inauguradas 12 obras que transformarão a vida das pessoas e consolidarão a infraestrutura urbana da capital. Faltando pouco mais de dois meses para o fim do ano, o saldo positivo da atual gestão pode ser visto por todos os cantos da cidade e tem sido respaldado e reconhecido pelos aracajuanos.

Foram entregues as 410 unidades habitacionais no Residencial Vitória da Resistência, reforma do Mercado do Augusto Franco, conclusão da obra do Complexo Viário Governador Marcelo Déda, urbanização das avenidas Canal IV e V, no Augusto Franco, finalização da defesa litorânea do Rio Poxim, entrega da Ponte da Jabutiana, infraestrutura dos loteamentos Nova Liberdade I e II, Zona Norte e restauração do prédio da antiga Alfândega. 

Todos estes investimentos somam cerca de R$ 95 milhões aplicados em infraestrutura, mobilidade urbana, urbanização, revitalização e reforma de espaços e prédios públicos, além de investimentos em políticas habitacionais, contemplando diversas áreas da capital e beneficiado a população. Entre obras encontradas paralisadas, mas corrigidas e reiniciadas, e outras já realizadas desde que assumiu a PMA, o Governo Municipal se encaminha para mais um período anual com um trabalho sério e responsável que prioriza as pessoas e o zelo com o erário público.

Praças

Tradicionais locais de visitação e belos cartões postais de Aracaju, as praças Camerino e Tobias Barreto, foram revitalizadas, ampliando os espaços adequados às praticas de lazer, atividades lúdicas, de contemplação das áreas verdes e convívio social. Já a praça José Andrade Góis, situada entre os bairros 18 do forte e Palestina, terá ainda rampas de acessibilidade com sinalização tátil para as pessoas portadoras de deficiência. Outra praça entregue recentemente foi a Pedro Diniz Gonçalves Filho, localizada no conjunto Jardim Esperança, no Inácio Barbosa, será mais um ambiente de lazer para a comunidade.

Avenidas Canal IV e V

Nos primeiros meses deste ano, as avenidas Josino José de Almeida (Canal 4), Dr. José Thomas D'Ávila Nabuco (Canal 5) e Murilo Dantas, também foram inauguradas, formando um conjunto urbanístico e arquitetônico tecnicamente moderno e ambientalmente sustentável que inclui microdrenagem (construção de bocas de lobo para escoamento das águas), macrodrenagem (revestimento e cobertura subterrânea de canais), urbanismo (construção de calçadas, ciclovias, plantio de gramas e árvores), restauração do pavimento, iluminação e sinalização de toda a extensão das duas avenidas.

Mergulhão

Encontrado paralisado e com problemas no projeto inicial, o Complexo Viário da avenida Tancredo Neves foi reiniciado e ganhou celeridade a partir de um conjunto de medidas adotadas pela atual gestão. A obra passou a ser executada com uma dinâmica que buscou conciliar critérios técnicos e responsabilidade social. Após todos os esforços, o Mergulhão foi entregue em fevereiro em tempo recorde. Importante investimento que fará a interligação entre as áreas centrais com a região de praias de Aracaju, o Mergulhão irá dinamizar a mobilidade urbana através de corredores que ligam os bairros Jardins, Inácio Barbosa e Farolândia.

Contenção da 13 de Julho

No fim de maio foi concluída a obra de contenção da balaustrada, um grande investimento que está proporcionando mais segurança para quem mora ou trafega pela região da avenida Beira-Mar, especificamente entre o trecho entre o Iate Clube à avenida Anízio Azevedo, no bairro 13 de Julho. A obra separa, de forma segura, o rio Poxim da área de circulação da população, que sofria com os transtornos causados pelas ondas e a insegurança do local avaliado, com risco de desabamento. Além disso, a rede de drenagem foi ampliada, criando condições necessárias para as águas pluviais escoarem no leito no rio Poxim, sem causar danos e nem poluição.

Ponte da Jabotiana

Os moradores de uma extensa área residencial que compreende o bairro Jabutiana, Zona Oeste da capital, foi beneficiada com mais uma importante obra da Prefeitura de Aracaju. Concluída e recentemente entregue, o muro de contenção e da recomposição do aterro da cabeceira da ponte que liga a comunidade do Largo da Aparecida ao conjunto Santa Lúcia foi concluído.

Nova Liberdade I e II

Outra importante obra de infraestrutura foi finalizada nos loteamentos Nova Liberdade I e II, Zona Norte da capital. A iniciativa foi uma parceria da Prefeitura com o Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II) e custou quase R$ 16 milhões investidos em mais de 30 ruas, divididas entre os dois loteamentos, dotadas de macro e microdrenagem, pavimentação asfáltica, urbanização e esgotamento sanitário. 

Centro Cultural

A restauração do prédio da antiga Alfândega foi transformada em um moderno Centro de Cultura e Arte. A administração municipal investe cerca de R$ 2,8 milhões na revitalização. Localizado na Praça General Valadão, área rica em prédios públicos antigos, o Centro Cultural valoriza ainda mais o patrimônio cultural material e imaterial, e preservando as manifestações artísticas e estimulando a exposição de obras artísticas.

410 unidades habitacionais no Residencial Vitória da Resistência

Uma obra que traz novas perspectivas de futuro para centenas de famílias que antes não tinham onde morar. Este foi mais um compromisso honrado pela atual gestão da PMA ao entregar no início de setembro 410 unidades habitacionais no novo Residencial Vitória da Resistência, localizado no bairro Lamarão, Zona Norte da capital.

Mercado do Augusto Franco

O Horto Mercado Vereador Milton Santos, popularmente conhecido como Mercado do Augusto Franco, foi entregue em maio totalmente reformado e ampliado e terá infraestrutura moderna com espaços internos e externos bem divididos e contará com seis pavilhões, 152 boxes, oito quiosques, oito galpões, um palco, um bloco administrativo, banheiros masculinos e femininos e um auditório. Além disso, os frequentadores do novo mercado terão a comodidade de contar com mais de 100 vagas de estacionamento, espaço para apresentações culturais, escritório para a administração, depósito, três câmaras frigoríficas, totalizando uma área de mais de 13 mil metros quadrados. 

*Fonte: PMA

Aplicativo auxilia na busca de pessoas desaparecidas

O aplicativo Sinesp Cidadão ganhou mais um módulo. Texto divulgado pela assessoria de comunicação do Ministério da Justiça informa que agora a população terá acesso a informações de pessoas desaparecidas. A nova versão foi disponibilizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) e traz dados sobre 4 mil desaparecidos. Segundo o texto da assessoria, a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, acredita que a tecnologia é uma possibilidade de o cidadão, sem correr riscos, ajudar os órgãos de segurança pública e se tornar um parceiro da polícia.

As informações contidas no aplicativo correspondem, inicialmente, aos estados do Espírito Santo, de Santa Catarina e Sergipe, que já integram a cooperação com o governo federal. “Além dos três estados, que já incorporaram o cadastro de desaparecidos ao aplicativo, o Rio de Janeiro está em fase de integração. A Bahia e São Paulo estão definindo a tramitação para assinatura e disponibilização das informações”, acrescenta o texto.

O aplicativo está disponível para o Google Play. A expectativa é de que até o fim deste ano, 11 estados façam parte do projeto e sejam criadas as versões do aplicativo para IOS e Windows Phone. O Sinesp Cidadão possibilita também que a população verifique informações sobre veículos roubados e mandados de prisão em aberto. Nos dois casos, o cidadão deve entrar em contato com a polícia para fazer a denúncia. Com a ajuda do aplicativo, a polícia já localizou 87 mil veículos roubados e prendeu 4 mil pessoas que estavam foragidas.

*Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Entrevista: “Não tenho dúvida de que Jackson fará um grande Governo”

Garibalde Mendonça: “A Assembleia é uma casa composta por homens e mulheres que foram eleitos para representar o povo sergipano”
Foto: Maria Odília

SN: Deputado, o senhor se reelege para o quinto mandato na Assembleia. Como avalia este pleito, em relação às eleições anteriores?

GM: Na minha trajetória de eleições, nenhuma delas foi fácil. Cada uma teve seu nível diferenciado de dificuldade, mas, graças a Deus, e à confiança do povo, consegui aumentar em número de votos em todas elas.

SN: O senhor entende que essa tenha sido uma Eleição como o povo brasileiro desejava, depois das manifestações que ocorreram no ano passado?

GM: Acho que ainda não. Mas a classe política deve manter-se no perfil que o povo brasileiro gritou em 2013, pedindo basta de corrupção, o que me fez tranquilo no processo eleitoral, considerando que eu já me enquadrava nessas condições, ou seja, ficha limpa.

SN: Qual a expectativa do senhor para o próximo governo de Jackson Barreto?

GM: Eu faria de logo uma correção, quando cita próximo governo de Jackson, tendo em vista que, até dezembro de 2014, Jackson estará concluindo um governo, embora na condição de titular, mas, numa circunstância traumática, quando teve que suceder Déda [in memoriam] em razão do seu falecimento tão cedo. Sendo assim, existe um respeito ao que fora planejado pelo saudoso Déda, com pequenas alterações, o que certamente ocorrerá a partir de janeiro de 2015, quando, então, será reempossado ao comando do Executivo. Desta vez, é o próprio Jackson sendo escolhido pelos sergipanos para o cargo. Aí, teremos um Governo com todo o planejamento dele mesmo, com o seu perfil. Por isso, não tenho dúvida de que Jackson fará um grande governo.

SN: A composição da Assembleia Legislativa no pleito facilitará o governador nos seus anseios?

GM: A Assembleia é uma casa extremamente política, mas, composta por homens e mulheres que foram eleitos para representar e atender os anseios do povo sergipano. Claro que as bancadas se dividem na condição de situação e oposição. Entretanto, quando o interesse da população está colocado no meio das discussões, ainda que sejam bem acaloradas, termina
prevalecendo a sensibilidade de cada um, culminando num desfecho positivo. O governador se elegeu e terá maioria na Casa, todavia, em momento algum devemos desmerecer a atuação da bancada de oposição, o que faz bem para o processo democrático.

SN: O senhor entende que esse é o melhor momento para que possa chegar à presidência da Casa?

GM: Eu pretendo e vou trabalhar para conquistar cada deputado eleito em favor do meu nome. Porém, não desejo provocar qualquer ruptura com qualquer dos outros pretendentes, o que, aliás, já estou indo para o quinto mandato, e só fiz amigos independentemente de condição de bancada, inclusive participando de várias eleições da mesa, hora sendo votado, e outras como eleitor. Nem por isso perdi o bom relacionamento com todos até hoje, graças a Deus. Até registro que estaria presidente no final dessa Legislatura, o que vai acontecer com o colega Zé Franco, quando fui convidado para continuar vice-presidente de Angélica na sua reeleição, já sabendo de sua possível saída para o TCE, o que de fato ocorrerá. Não aceitei o convite para não ir de encontro ao meu agrupamento político.

SN: O senhor acha que terá o apoio do governador?

GM: Embora a eleição seja apenas com os membros da Casa, o apoio do governador é fundamental, principalmente, quando o mesmo terá uma bancada numérica maior a partir da próxima Legislatura. Já informei a Jackson o meu desejo. O governador me pediu apenas que aguardasse finalizar o segundo turno da eleição, para então tratar sobre eleição da Assembleia. Eu aguardarei, porém não me impede de já conversar individualmente com os colegas, o que já comecei a fazer.






Grupo Empresarial M. Dias Branco chega a Sergipe

Com um investimento de R$ 1 bilhão, unidade de produção de cimento será instalada no estado

Está confirmada a chegada do grupo empresarial M. Dias Branco a Sergipe, com a instalação de uma unidade de produção de cimento no estado, por meio da subsidiária cimento Apodi. O investimento será de R$ 1 bilhão. De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia de Sergipe (Sedetec), Saumíneo Nascimento, o protocolo de intenções entre o Governo de Sergipe e a companhia industrial foi assinado na última sexta-feira (17). “Este protocolo visa intenções de colaborações por parte do Estado, para que os objetivos do projeto sejam atendidos”, explica o secretário.

O local de instalação da unidade ainda não foi definido, mas as obras devem começar em 2015, durando, no mínimo, dois anos. O projeto industrial do Grupo M. Dias Branco é constituído de uma unidade de produção de cimento operando desde a mineração até o ensacamento do produto e com capacidade de produzir 4.000 toneladas/dia. A unidade atenderá os mercados sergipanos e de outros estados do Nordeste. 

Boa opção de negócio

Segundo Saumíneo, no próximo ano, já existe uma previsão para a construção de duas novas fábricas de cimento em Sergipe. O Estado tem sido polo de atração de empresas e indústrias nos últimos sete anos. A combinação de uma política de desenvolvimento industrial com boa infraestrutura impulsionou a fixação de 103 novos estabelecimentos empresariais aqui, gerando mais de 12 mil empregos. 

Só este ano, foram aprovados 35 empreendimentos que, juntos, proporcionarão R$ 84,4 milhões em investimentos e aproximadamente 1.000 novos empregos. Os números mostram o dinamismo da economia do estado, que diversificou seu parque industrial, interiorizou as plantas industriais e implantou centros empresariais para fomentar o desenvolvimento regional.

A localização sergipana também é um fator favorável na atração de empresas. Próximo dos estados de Pernambuco e Bahia e com uma malha viária moderna, os custos da distribuição de produtos ou insumos a partir de Sergipe são menores para outras regiões. 

*Com informações da Sedetec

“Não há nenhum constrangimento”, afirma Valadares sobre apoio ao candidato Aécio Neves

Foto: José Cruz
O senador afirma que decisão para o segundo turno foi democrática e não atrapalha aliança em Sergipe

*Da Redação SN

Nos últimos dias, a polêmica tomou conta do cenário político sergipano, após o senador Valadares (PSB) ter tomado a decisão de apoiar o presidenciável Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições. O governador reeleito Jackson Barreto (PMDB) declarou que não entendeu o posicionamento do senador, pois esperava de Valadares o apoio à presidente Dilma Rousseff (PT). 

De acordo com Valadares, desde setembro do ano passado, quando o PSB decidiu pela pré-candidatura de Eduardo Campos (in memoriam), as conversas sobre o apoio do partido nos estados estavam em andamento. Em Sergipe, mesmo contra a vontade do então presidenciável Eduardo Campos, as lideranças do PSB decidiram apoiar Jackson Barreto. No entanto, nas eleições presidenciais, como o partido tinha candidatura própria, Valadares apoiou Marina Silva (PSB). Neste segundo turno, a cúpula do partido se reuniu e, segundo o senador, a maioria esmagadora optou pelo apoio ao candidato Aécio Neves (PSDB). “O PSB sergipano acompanha a decisão nacional, mas liberamos os que não aceitam essa posição. Foi uma decisão bastante democrática, de acordo com a realidade local”, afirmou o senador. 

Valadares disse que estranhou as críticas sobre o seu posicionamento. “Não há constrangimento, nem vergonha de minha parte em relação ao apoio a Aécio. Trata-se de um homem sério, que demonstrou, como governador do estado de Minas Gerais, ser um grande gestor e, como senador, um homem coerente nas suas posições”, ressaltou.

Para o senador, a decisão não afeta a aliança do PSB com o PMDB em Sergipe. “A nossa aliança continua viva e atuante. Só depende do líder maior dessa aliança, o governador Jackson Barreto”, declarou. Valadares disse ainda que não considera ter cometido nenhum tipo de “dubiedade”. Segundo ele, pela lógica política, caso fosse Eduardo Campos no segundo turno, por exemplo, ele esperaria o apoio de Aécio Neves e vice-versa. “Não sou homem de duas posições. Eu me solidarizo à campanha de Aécio com a certeza de que ele tem competência para governar o Brasil. Não fiz aliança com o senador Eduardo Amorim (PSC); fiz aliança com o PSDB de Aécio Neves”, frisou.

Em relação a um possível desentendimento com o governador Jackson Barreto, após esta decisão, o senador Valadares garante que, da parte dele, “não há nenhum estremecimento”. “Eu só quero respeito. Não só do governador, mas de todos os partidos aliados. Não venham fazer insinuações de que eu estou deixando a aliança; não procurem motivos para que eu venha, lá na frente, chutar o pau da barraca. Não sou homem disso. E isso não é uma ameaça, nem de longe. Apenas gostaria que não me levassem a esta atitude”, complementou o senador.



Vox Populi: Dilma tem 46% das intenções de voto e Aécio, 43%

Pesquisa feita pelo instituto de consultoria Vox Populi, a pedido do grupo Record, mostra empate técnico entre o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, e a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Segundo o levantamento, Dilma aparece com 46% das intenções de voto e Aécio com 43%. Votos brancos e nulos somam 5% e indecisos, 5%.

No levantamento anterior, Dilma tinha 45% dos eleitores consultados e Aécio, de 44%. Considerados os votos válidos, excluindo-se os votos brancos, nulos e indecisos, mesmo procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial, Dilma tem 52% e Aécio, 48%. Configurando também empate técnico.

Dilma Rousseff se sai melhor entre os eleitores das regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste. Aécio lidera no Sul e no Sudeste. Quanto à avaliação de governo, 43% consideram o governo de Dilma bom ou ótimo; 36%, regular; e, 21%, ruim ou péssimo. 

O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores no sábado (18) e no domingo (19), em 147 cidades. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01136/2014.

*Fonte: Agência Brasil

“Petrobras é uma armação, não uma ação”, diz investidor Jim Chanos

Foto: Dado Galdieri
O investidor Jim Chanos, um dos pioneiros do setor de fundos de hedge, fez declarações duras em relação a Petrobras em uma conferência nos Estados Unidos. “A Petrobras é uma armação e não uma ação”, afirmou após sua palestra em entrevista à “Bloomberg”, na última segunda-feira (20). O investidor usou o termo “scheme” para se referir à companhia.

Segundo Chanos, a estatal de petróleo é um “ralo” de recursos financeiros. “O fluxo de caixa livre é de US$ 25 bilhões por ano, com investimentos de US$ 45 bilhões e juros capitalizados de US$ 5 bilhões. Eles não conseguem se financiar”, ressaltou em vídeo feito para a agência de notícias.

Durante sua apresentação em Nova York, o investidor afirmou que o otimismo com as ações da companhia no caso de derrota da presidente Dilma Rousseff é infundado. Sua aposta é na reeleição pela candidata do PT, mas, segundo ele, nem mesmo a vitória da oposição seria suficiente para colocar a companhia de volta nos trilhos no médio prazo. 

Chanos tornou-se conhecido no começo dos anos 2000, quando apostou na queda das ações da Enron, de energia elétrica, antecipando fraudes no balanço da companhia, que a levaram à falência, num dos maiores escândalos financeiros recentes.

*Fonte: Valor Econômico

Grupo Tiradentes inicia novo planejamento

Foto: Marcelo Freitas
A Superintendência Acadêmica do Grupo Tiradentes iniciou, na tarde da última segunda-feira (20), os trabalhos para a implantação do Currículo por Competências dos cursos da área da Saúde. O encontro mobiliza gestores, diretores acadêmicos e coordenadores da área da saúde da Unit, Facipe e Centro Universitário Tiradentes, e acontece no anfiteatro do bloco F, no Campus Farolândia.

“Trata-se de um trabalho longo, iniciado hoje com prosseguimento durante todo o dia de amanhã para as primeiras informações e que certamente, só para a fase de planejamento deverão ser utilizados os dois próximos semestres”, afirma o superintendente acadêmico, professor Eduardo Peixoto. Ele lembra que a maior preocupação do Grupo é com a oferta da qualidade do ensino para aprendizagem do aluno que se mostra a cada ano mais interativo, familiarizado com o universo cibernético e desejoso de aprender mais rapidamente. Essas são algumas das razões pelas quais a instituição precisa estar cada vez mais preparada e os professores mais qualificados afirma.

O contato inicial com os participantes do projeto que visa à implantação do Currículo por Competências foi feito pelos consultores Roberto Arms da Universidade de Havana e Letícia Suñé que já prestam auxílio ao Grupo há dois anos, quando foram iniciados os trabalhos para a implantação do currículo por competências dos cursos de Engenharia e da área de Negócios.

A professora Letícia Suñé afirma em sua obra “Avaliação Institucional: Princípios e Estruturação do Processo” que se trata de um método de controle e acompanhamento das atividades desenvolvidas em instituições de ensino, dentro de uma abordagem construtiva e dialógica. Deve ter sempre por princípio a melhoria contínua dos processos acadêmicos visando alavancar a instituição no seu percurso de crescimento e/ou consolidação.

O diretor da Facipe, professor Temisson José dos Santos, considera que o projeto chega à instituição em excelente momento uma vez que os cursos da área da Saúde tem grande representatividade. “Esse é um projeto corporativo que perpassa todas as unidades no desenvolvimento das suas competências, mas que deve ser conduzido pela Supac dentro de um modelo institucional, ainda que respeitando as particularidades de cada região”, pondera o professor.

O coordenador do curso de Odontologia no Centro Universitário Tiradentes, professor Luciano Schwartz, salienta que este é um momento ímpar para o Grupo, uma vez que o Currículo por competências representa uma mudança de paradigmas. “Através desse evento e pelos próximos semestres caminharemos na direção de novas fórmulas das nossas grades curriculares visando assim uma formação mais completa dos nossos alunos”, reconhece o docente.

*Fonte: Ascom/Unit

Exposição de Mandalas está em cartaz no Mirante 13 de Julho

O Mirante da Praia 13 de Julho, unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), recebe a exposição de Mandalas, que segue até dia 5 de novembro. Sergipanos e turistas que visitarem a amostra vão conferir 15 mandalas, feitas com papel, madeira e em azulejos pela artesã e bióloga, Bárbara Stumpf.

A artesã, que confecciona mandalas desde 2008, diz que sua inspiração vem de seu olhar sobre os objetos do dia-a-dia, principalmente elementos de sua profissão. "Cada mandala tem uma história. Como sou bióloga, eu busco inspirações na natureza. As peças são únicas e especiais. Nesta exposição, as pessoas poderão encontrar uma grande variedade de formas e materiais", comenta Bárbara Stumpf.

Segundo a artista, as mandalas têm origem indiana e significam círculo ou coroa. São símbolos, geralmente, coloridos e geometricamente complexos coligadas a um núcleo central. "Sempre estou em paz quando pinto as mandalas. Se esse não for o meu estado mental, procuro sair de casa e realizar atividades ao ar livre. Depois de ter as energias recarregadas e equilibradas, sento em frente à base da mandala e a imaginação flui." comenta a artista.

Para a coordenadora da unidade, Cristine Hillmann, o Mirante é um espaço que valoriza o artista local, onde os mesmos têm a oportunidade de expor e divulgar seu trabalho. "Este ambiente está aberto a todos os artistas e artesãos que querem mostrar sua arte, além de levar aos sergipanos e turistas um pouco da riqueza do Estado através das peças e obras que trazemos para o Mirante", justifica.

Mirante da Praia 13 de Julho

A Exposição de mandalas fica aberta até o dia 5 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h e aos sábados das 9h às 13h, no Mirante da Praia 13 de Julho.

*Fonte: PMA

José Dirceu pede para cumprir pena em casa

Foto: Divlgação
O Supremo Tribunal Federal recebeu ontem (20) pedido de progressão da pena do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. O pedido está com o ministro Luís Roberto Barroso. De acordo com os advogados de Dirceu, ele tem direito à progressão de pena para o regime aberto porque cumpriu um sexto da pena.

Segundo eles, o prazo era 10 de março de 2015. Porém, com os dias descontados, a defesa entende que o ex-ministro tem direito à progressão de pena a partir da última segunda-feira (20). Foram, de acordo com os advogados, 142 dias descontados em virtude de trabalho e estudo na prisão. Destes, 83 dias pelo estudo e 59 pelo trabalho.

Condenado a sete anos e 11 meses na Ação penal 470, o processo do mensalão, Dirceu foi preso em 15 de novembro de 2013, em regime semiaberto. No dia 02 de julho de 2014, Dirceu foi autorizado a trabalhar em um escritório de advocacia. A jornada de trabalho é no horário comercial, com uma hora de almoço. À noite, voltava para a prisão.

Caso seja concedida progressão da pena, Dirceu cumprirá pena em casa. Ele deve trabalhar durante o dia e precisa voltar para sua residência até as 21h. Ele não poderá andar em companhia de outros condenados, mesmo em regime aberto ou semiaberto, consumir bebidas alcoólicas ou deixar o Distrito Federal sem autorização da Justiça. 

*Fonte: Agência Brasil