Governo de Sergipe

terça-feira, 28 de abril de 2015

Ciclista Sergipano fará estágio de seis meses na Espanha

O ciclista sergipano Breno Morais, aluno do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, foi convidado para fazer um estágio de seis meses na equipe Team Disgarça, sediada na cidade de Santander, na Espanha. O time espanhol conta com grandes nomes da categoria júnior, incluindo o vice-campeão espanhol de ciclismo de estrada. Além de Breno, a equipe ainda convidou o brasileiro Vinicius Woitke, atual campeão brasileiro de ciclismo de estrada Junior. 
Breno revelou seu talento ciclístico nos Jogos da Primavera, sendo uma referência nacional nesta modalidade esportiva. Quando soube do convite, Breno não se conteve de alegria, pois é a realização de um sonho para o ciclista. "Fiquei sem saber o que dizer quando recebi o convite. É uma oportunidade que qualquer ciclista gostaria de ter. Treinar e competir na Europa, fazendo parte de um time estruturado e com bons profissionais será uma grande escola para somar na minha carreira", declarou. 
(Foto: Divulgação)
O jovem atleta, de 18 anos, sempre foi motivo de inspiração ema cidade. Aos 12 o atleta já começou a despontar nacionalmente participando dos Jogos Escolares, evento organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro, repetindo excelentes atuações em Brenojá, onde conquistou seis medalhas de ouro, duas de pratas e três de bronze, foi campeão Brasileiro do Ranking CBC 2013 e terceiro colocado do ranking Brasileiro na categoria Junior em 2014, logo chamando a atenção de todos, deixando claro que o seu sucesso era uma questão de tempo. De origem humilde e aluno da rede pública, Breno conquistou um dos seus maiores sonhos, que é integrar uma equipe na Europa.
Juan Campos, diretor da empresa Velofutur, que é responsável pela intermediação do atleta, disse que Breno chamou a atenção de observadores pelo seu talento e garra. "Com a proximidade das Olimpíadas, decidimos observar alguns atletas brasileiros e gostamos muito do Breno e também do Vinicius. Os dois demonstraram muito potencial nas últimas temporadas e acreditamos que podem ter um ótimo futuro", revelou o diretor.
Os dois brasileiros embarcam nesta terça, 28 de abril, e já irão cumprir o primeiro compromisso no dia 2 de maio, quando disputam a primeira competição defendendo a nova equipe.  
(Com informações da Agência Sergipe de Notícias)

Para deputado, "a bandidagem percebeu que tem condições de avançar" em Sergipe

O deputado estadual Georgeo Passos (PTC) questionou a qualidade da segurança pública no interior do Estado, principalmente em Ribeirópolis, durante a sessão desta segunda-feira, 28, após informar sobre a realização de uma audiência pública na qual foi debatida a situação do município e a infraestrutura na região.

(Foto: Divulgação/ASCOM)
Para o deputado, é preciso que se tenha o básico para que a segurança da população do município possa funcionar, pois do jeito que se encontra, a sociedade de Sergipe não consegue tolerarO promotor de Ribeirópolis mostrou-se preocupado, mas infelizmente, com os meios que o Governo de Sergipe oferece, o Estado não pode fazer o seu papel, destacou o parlamentar, que questiona também a quantidade reduzida de Delegacias Plantonistas pelo Estado. Nos finais de semana, se a polícia prende alguém em São Miguel do Aleixo, por exemplo, tem que levar o preso para Itabaiana, onde é lavrado o auto do flagrante, deixando a população a mercê de possíveis ações criminosas.

Hoje, infelizmente, a insegurança reina no Estado, a bandidagem percebeu que tem condições de avançar, lamentou Georgeo, que mostrou-se preocupado com o baixo efetivo policial, que também sofre por falta de carga horária definida e sem condições de trabalho. De acordo com o deputado, as cidades do interior contam, em sua maioria, com dois policiais militares. Nem escrivão em Ribeirópolis tem e o delegado cumpre o papel de delegado e escrivão. O parlamentar também falou da necessidade de melhorar a educação no Estado, que considera como meio de prevenção da criminalidade. 

(Com informações da Assessoria de C
omunicação)

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Carnalita: André Moura defende continuidade do Projeto

Deputado federal André Moura
Foto: Reprodução/TV Atalaia
A possibilidade de o Projeto Carnalita não ir adiante preocupou o deputado federal André Moura (PSC). Isso porque há uma informação de que, até o próximo dia 31 de maio, os técnicos que estão trabalhando na planta experimental do projeto poderão ser dispensados. “Nós sabemos que o Projeto Carnalita, depois da vinda da Petrobras a Sergipe, é o projeto de maior investimento no Estado. É algo em torno de US$ 4 bilhões, que vai gerar milhares de empregos diretos e indiretos. Sabemos que, num primeiro momento, houve uma queda de braço entre os municípios de Japaratuba e Capela, e, agora, a notícia de que aqueles que estão trabalhando na planta de experiência poderão ser dispensados”, disse o parlamentar, em entrevista ao jornalista André Barros, durante o programa A8 na TV. 

Embora o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Francisco Dantas, tenha afirmado que o Projeto Carnalita vai avançar, o deputado André Moura tem suas dúvidas. “Como é que a planta será implantada em definitivo se esta, que está em fase de teste experimental, vai parar? Em São Luís do Maranhão, a Vale já está desativando a mina do aço que eles têm. Lá, o problema é a falta de recursos para investimento, que deve também ser o mesmo problema aqui em Sergipe”, opina Moura.

Para André Moura, o Estado não deve ser penalizado. “Quando a Vale estava naquela dúvida, entre Japaratuba e Capela, muitas outras empresas do mundo se colocaram à disposição para fazer a exploração da carnalita em Sergipe. Se a Vale não tem mais recursos, o Estado não pode ser prejudicado e outra empresa deveria assumir a responsabilidade”, propõe o parlamentar.A possibilidade de o Projeto Carnalita não ir adiante preocupou o deputado federal André Moura (PSC). Isso porque há uma informação de que, até o próximo dia 31 de maio, os técnicos que estão trabalhando na planta experimental do projeto poderão ser dispensados. “Nós sabemos que o Projeto Carnalita, depois da vinda da Petrobras a Sergipe, é o projeto de maior investimento no Estado. É algo em torno de US$ 4 bilhões, que vai gerar milhares de empregos diretos e indiretos. Sabemos que, num primeiro momento, houve uma queda de braço entre os municípios de Japaratuba e Capela, e, agora, a notícia de que aqueles que estão trabalhando na planta de experiência poderão ser dispensados”, disse o parlamentar, em entrevista ao jornalista André Barros, durante o programa A8 na TV. 

Embora o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Francisco Dantas, tenha afirmado que o Projeto Carnalita vai avançar, o deputado André Moura tem suas dúvidas. “Como é que a planta será implantada em definitivo se esta, que está em fase de teste experimental, vai parar? Em São Luís do Maranhão, a Vale já está desativando a mina do aço que eles têm. Lá, o problema é a falta de recursos para investimento, que deve também ser o mesmo problema aqui em Sergipe”, opina Moura. 

Para André Moura, o Estado não deve ser penalizado. “Quando a Vale estava naquela dúvida, entre Japaratuba e Capela, muitas outras empresas do mundo se colocaram à disposição para fazer a exploração da carnalita em Sergipe. Se a Vale não tem mais recursos, o Estado não pode ser prejudicado e outra empresa deveria assumir a responsabilidade”, propõe o parlamentar.

Confira a entrevista completa aqui

Vale tenta buscar solução para tornar Projeto Carnalita viável

Diante da notícia divulgada hoje na Jovem Pan FM e no programa A8, na TV Atalaia, quanto às dificuldades de implantação do Projeto Carnalita, em Sergipe, a empresa Vale emitiu nota à imprensa, esclarecendo o fim da etapa de prospecção em Maruim, e garantindo que, apesar  da crise que vive hoje o Brasil, ela - a VALE - está em busca de solução para tentar viabilizar o projeto sergipano, voltado para a produção de fertilizantes. O Projeto Carnalita poderá representar um alívio nas importações brasileiras do produto, que hoje representam 90% do consumo do país.  A nota diz o seguinte:

"O projeto Carnalita visa o aproveitamento das rochas carnalíticas em Sergipe para a obtenção do cloreto de potássio. Apesar de um cenário econômico difícil e de muitos desafios para o setor de fertilizantes, o projeto segue normalmente com suas atividades de detalhamento de engenharia, perfuração de poços e dos demais processos necessários para a continuidade do projeto.

Recentemente, uma das etapas do projeto, que é a comprovação de forma prática dos parâmetros teóricos a serem utilizados no detalhamento de engenharia e na futura planta industrial, está sendo concluída. Os trabalhos de campo e os dados obtidos fazem parte das várias etapas técnicas para a consolidação do projeto.

A Vale Fertilizantes permanece empenhada em encontrar uma solução que torne a implantação do projeto viável, de forma a atender da melhor forma possível às expectativas dos municípios envolvidos, dos acionistas e do país na substituição de fertilizantes importados para o agronegócio brasileiro, sempre valorizando e respeitando as comunidades próximas à nossa área de atuação."

Pelo teor da nota, vê -se, claramente,  o risco que corre a implantação do projeto sergipano.

Galeria J Inácio será reinaugurada com vernissage de Adauto Machado

Com a vernissage “Sergipe, Cor e Cultura”, do artista plástico Adauto Machado, a Galeria J Inácio será reinaugurada no próximo dia 7 de maio, às 19h. Em espaço reformado, a Galeria será instalada na Biblioteca Pública Epifânio Dória.

A Galeria J Inácio foi inaugurada em 1981, com uma exposição do pintor Ronaldo, Gomes de Oliveira, o “Caã”. Desde então, tem sido palco das artes plásticas em Sergipe, recebendo exposições de artistas de renome nacional e internacional, além de artistas sergipanos consagrados, como José de Dome, Horácio Hora, Álvaro Santos, Florival Santos, Pythiu, Cãa, Leonardo Alencar e Jenner Augusto.

A Galeria J Inácio funcionava no hall da Biblioteca Pública Epifânio Dória. Para dar condições de receber adequadamente as obras plásticas a serem expostas, uma sala dentro da Biblioteca, onde antes funcionava o Conselho Estadual de Cultura, passou por uma meticulosa reforma, na qual itens como iluminação controlada e ventilação foram cuidadosamente planejados. “Esta é uma ação que possibilitará a realização de um maior número de eventos e a conservação adequada das obras expostas. Sergipe dá um grande passo na promoção das artes plásticas”, esclarece o Secretário de Cultura, Elber Batalha.

A vernissage “Sergipe, cor e cultura”, do artista sergipano Adauto Machado, tem como temática principal as manifestações culturais sergipanas. Diversas tradições culturais sergipanas são retratadas em suas obras, a exemplo de "Taieiras", 'Chegança", Cacumbi", São Gonçalo", "Samba de Coco", "Parafusos", "Guerreiro Treme Terra", "Lambe-sujo e Caboclinhos", "Cavalhada", e "Reisado". Adauto, que é pintor, escritor, desenhista publicitário de professor de artes, tem sua carreira marcada pela intensa produção cultural, com a qual participou, ao longo de sua carreira, de exposições individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Desde o início da década de 80, Adauto Machado fixou residência em Aracaju, onde montou seu ateliê de pintura e presenteia os sergipanos com a sua produção cultural e com a propagação de técnicas, por meio de aulas.

Curta-SE 15 segue com inscrições abertas até 8 de maio

O Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe, o Curta-SE, segue com inscrições abertas até o dia 8 de maio para realizadores que desejam participar da 15ª edição do evento. São sete categorias disponíveis e cada realizador pode se inscrever em pelo menos uma delas. O festival acontece em Aracaju de 28 de agosto a 3 de setembro.

Nas mostras competitivas serão selecionados até 70 filmes, entre as categorias cinema digital iberoamericano (até 20 filmes); vídeo de bolso (até dez filmes), videoclipe (até dez filmes), curta sergipano (até dez filmes), trailler (serão até dez obras, sendo até cinco para curta e até cinco para longa), webserie (até cinco obras) e longa-metragem (até cinco filmes). Além desses, as melhores pontuações que não se classificarem serão exibidas nas mostras paralelas, de caráter informativa.

A inscrição está sendo feita pela internet. Após preencher o formulário, o realizador pode enviar o material via web. Tudo será feito pela plataforma Movibeta-Curta-SE http://festival.movibeta.com/web/controllers/siteController.php . É necessário que o realizador se inscreva na plataforma e localize a seção do Curta-SE em nosso site.

"Abrimos as inscrições no final de março e percebemos uma grande procura nacional e internacional. Desde 2014, utilizamos uma plataforma web para as inscrições, o que facilita bastante para os realizadores e para a organização", destaca a produtora Executiva do Curta-SE, Deyse Rocha.

A seção está dividida em duas áreas. Uma é destinada a distribuidoras e realizadores brasileiros, que são isentos de pagamento de taxa pelos serviços da plataforma. A segunda seção é específica para estrangeiros, cujo custo do envio do material vai variar entre 1,5 £  e  4 £ (1,50 e 4 euros).

A quatro dias do prazo, 66,5% dos contribuintes entregaram declaração do IRPF

Os contribuintes têm prazo até quinta-feira (30), às 23h59, horário de Brasília, para enviar a Declaração do Imposto de Renda Pessoas Física 2015. Até as 11 horas de hoje (27), mais de 18,302 milhões de declarações foram recebidas pela Receita Federal. O número corresponde a 66,55% do total estimado de 27,5 milhões de declarações para este ano.

A Receita alerta para o risco de as pessoas deixarem para enviar a declaração nas últimas horas, pois podem encontrar dificuldades devido ao aumento no número de acessos à página da Receita na internet. Os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 ou do equivalente a 20% do imposto devido.

A declaração poderá ser preenchida no próprio computador, com a utilização do programa gerador, ou em dispositivos móveis, como tablets ou smartphones. Para isso, é necessário usar o aplicativo m-IRPF ou acessar diretamente o site da Receita Federal, por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Para acessar o e-CAC, é necessário ter certificação digital. Para entender melhor todo o processo, existe um passo a passo na página da Receita para o contribuinte preencher e enviar com agilidade a declaração.

*Fonte: Agência Brasil

Comércio e serviços são a principal força motriz da economia sergipana

O Estado de Sergipe está vivendo um momento de liderança disparada com a participação do setor terciário como a maior fonte de renda circulante em sua economia. Os setores de Comércio, Serviços, Transporte, Armazenagem, Tecnologia, e outros do segmento comercial, confirmam a liderança no volume de geração de riquezas do estado, com 66,91% do total do PIB sergipano.
Com essa participação destacada no total do Produto Interno Bruto (PIB) estadual totalizado em exatos 27.823 bilhões de reais, o Comércio ocupa lugar de destaque com a movimentação de 11,36% do total acumulado, somando 2.9 bilhões de reais, dentro da participação do setor terciário, que compõe mais de 18 bilhões e 360 milhões de reais, de acordo com dados apurados pela Federação do Comércio do Estado de Sergipe (Fecomércio), com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do ano de 2012.
A região da Grande Aracaju lidera de forma hegemônica o volume de riquezas do estado, com 53,40% do total dos recursos movimentados. A contribuição para a liderança deve-se ao fato de ser a maior área de concentração populacional. Por consequência, com maior urbanização e concentração de indústrias. Muito embora, a maior parte do PIB seja gerado pelo setor de Comércio, Serviços de Turismo.
Em sequência, ainda movimentado pelo setor de turismo e algumas indústrias, a região Sul de Sergipe movimentou 9,50% do total do Produto Interno Bruto do estado. As microrregiões sergipanas seguem seu volume de participação no total de riquezas com o Leste levantando 8,79%, o Alto Sertão com 8,15%, o Agreste Central com 7,27%, Centro Sul avolumando 6,56%, o Baixo São Francisco, com 4,63% e em último lugar, o Médio Sertão, com apenas 1,69% do total de negócios fomentadores de riquezas do estado.
As características gerais da distribuição do PIB em Sergipe, mostram o quanto há a necessidade de interiorização da economia do estado. Mais de 14 bilhões de reais do total de 27 bilhões auferidos, são provenientes de cidades componentes da Grande Aracaju, ou de cidades com distância inferior a 100 km da capital Sergipana. As regiões litorâneas, Sul e Leste são as maiores forças econômicas do estado. De acordo com a economista da Fecomércio, Sudanês Pereira, a concentração das forças econômicas do estado fazem com que o estado não se desenvolva de forma equitativa nos seus locais mais necessitados de fortalecimento econômico.
O Presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, comemorou o resultado e valorizou o terceiro setor como mecanismo de desenvolvimento econômico do estado. “Precisamos trabalhar mais para interiorizar o crescimento do terceiro setor, Comércio e Serviços geram muito mais empregos que todos os outros setores da economia somados. Com isso, devemos buscar a ampliação da rede de negócios e levá-la ainda mais para o interior, o que promoverá o aumento da renda das famílias e fará com que o interior sergipano, principalmente o médio sertão”, destacou.

Defensoria Pública explica episódio da soltura dos presos

POSIÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA:

A Lei determina que o flagrante delito deve ser comunicado à Defensoria Pública do Estado, porém, apesar de a instituição ter sido notificada, a Polícia não informou ao juiz em tempo hábil, via documentos, que a Defensoria Pública estava ciente do flagrante, portanto, o magistrado agiu com base na lei, tendo em vista que nos autos não havia a prova da comunicação à instituição.

É importante frisar que quando o juiz foi decidir não dispunha da prova do flagrante entregue à Defensoria Pública. Na verdade, o que pode ter ocorrido foi que a Polícia tenha entregado a prova da notificação feita à instituição somente após o relaxamento das prisões, tanto que outros presos em flagrante delito não foram liberados quando os autos do flagrante chegaram com todos os documentos de acordo com a Lei.   

Pré-universitário oferecido pelo Governo é sucesso

Trinta e seis polos, sendo 16 na Grande Aracaju e 20 no interior. Essa é a estrutura do Pré-universitário oferecido pelo Governo do Estado, que proporciona a 4.900 alunos a oportunidade de ter acesso a um curso preparatório estruturado com 210 professores, material didático atualizado com questões recentes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ainda aulas extras, simulados e revisões.
O curso proporcionou 2.171 aprovações no ano anterior. Destas, 1.026 foram na Universidade Federal de Sergipe (UFS) nas modalidades presencial e à distância. As aulas são destinadas a estudantes do ensino médio e também a pessoas que já saíram da escola e almejam iniciar um curso de nível superior.
Este é o caso de Márcia Barbosa, 31. Motivada pela oportunidade gratuita de ter acesso as aulas e pelo sonho da graduação, a trabalhadora resolveu participar do processo seletivo do pré-universitário e conseguiu uma vaga para retomar os estudos. Ela finalizou o ensino médio há mais de 10 anos e decidiu que este é o momento de correr atrás da formação superior na área de saúde que tanto desejou. “Resolvi voltar com força total”, destaca.
Márcia estuda no polo do Colégio Atheneu e aproveita o único tempo livre que tem para assistir as aulas. Ela trabalha durante todo o dia, e a noite se dirige a sala de aula. Apesar de todas as dificuldades, a aluna conta que não mede esforços para manter os estudos. Sobre a importância do curso, a trabalhadora destaca que esta é uma ótima oportunidade.
“Estou amando. O curso traz novidades e também alguns assuntos que estou relembrando. Gosto da equipe de professores, o módulo é bem completo e tem informações precisas”, ressalta Márcia, acrescentando que é notável a preocupação e a importância dada pelo Governo do Estado ao pré-universitário. “Espero que continue por muitos e muitos anos”, deseja.
Para melhorar o curso, está sendo feito um trabalho de atualização e reestruturação, segundo conta a coordenadora geral Gilvânia Guimarães. Visitas são realizadas aos polos para visualizar as necessidades, e é possível que haja mudanças nas revisões e ainda reformulação dos módulos. “Há também acompanhamento da formação pedagógica dos professores”, comenta. A previsão do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), que dirige o pré-universitário, é inserir polos em mais dois municípios ainda este ano.
Com um público variado, que vai de adolescentes a idosos, o curso reúne pessoas que trabalham durante o dia. “Tem uma parcela significante desse tipo de aluno, e temos também várias histórias de superação. As pessoas veem no pré-universitário o caminho para voltar aos estudos”, conclui a coordenadora geral.
São aulas diárias, quatro simulados anuais e ainda há reforços de matemática básica e oficinas de redação aos sábados. “É uma oportunidade a mais que o governo oferece aos meninos que querem ingressar no ensino superior. A procura atualmente está maior, as salas sempre cheias e há polos com grande lista de espera. O envolvimento é total”, complementa Gilvânia Guimarães.

Gol diz que receita por passageiro caiu 8% no 1º tri

A companhia aérea Gol informou nesta segunda-feira que seu yield, indicador que mede os preços de passagens, recuou 5,7 por cento no primeiro trimestre na base de comparação anual, ao passo que sua receita por passageiro líquida, Prask, caiu 8 por cento no mesmo período.

O combustível de aviação ficou entre 1,95 e 2,02 reais por litro no primeiro trimestre, acrescentou em comunicado.

Os dados de tráfego da Gol mostraram crescimento de 6,6 por cento na demanda do sistema total da companhia de janeiro a março, enquanto a oferta avançou 4 por cento. Com isso, a taxa de ocupação ficou em 78,1 por cento, avanço de 2 pontos percentuais sobre igual período do ano anterior.

Apenas em março, a demanda recuou 0,4 por cento, a oferta caiu 0,3 por cento e a taxa de ocupação ficou em 73,6 por cento, baixa de 0,1 ponto percentual contra o mesmo mês de 2014.

*Fonte: Reuters

Sergipe assina acordo de cooperação técnica com o Ministério do Planejamento

Com o objetivo de melhorar a efetividade dos repasses de recursos federais para Sergipe nos próximos anos, o Governador do Estado, Jackson Barreto, assinou com a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (MP), em Brasília, um importante acordo de cooperação técnica, que confirma a adesão de Sergipe ao Sistema de Convênios e Contratos de Recursos Federais (Siconv).

Através do acordo, além de esclarecimentos sobre o Sistema Siconv, cerca de 450 servidores sergipanos serão capacitados por técnicos da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP), em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) ainda em 2015. Com esse treinamento, os sergipanos conhecerão a legislação envolvida no processo de transferências voluntárias e aprenderão a utilizar o sistema para aumentar a efetividade das propostas de captação de recursos e execução de convênios do Estado junto ao Governo Federal.
Vale destacar que esses servidores serão capacitados ainda na elaboração de projetos e na prestação de contas exigidas pelo sistema, para que assim, os recursos que estiverem disponíveis possam ser direcionados ao Estado em maior quantidade. Para o Governador Jackson Barreto isso será fundamental para que o Estado tenha um aproveitamento melhor dos recursos oriundos de convênios federais.

“Esses funcionários saberão acompanhar melhor os nossos convênios para não termos a infelicidade de devolver recursos por falta de planejamento ou efetividade na prestação de contas. Esse processo é uma luz no fim do túnel para que possamos modernizar nosso estado e servidores. A partir desse acordo, teremos profissionais mais organizados, mais capacitados. Essa iniciativa trará uma grande contribuição à administração pública e também aos municípios do interior”, comemorou Jackson.

Segundo o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do MP, Cristiano Heckert, a criação da Rede Siconv se deu a partir de um levantamento sobre convênios e transferências realizados em 2014. A solução encontrada foi investir em capacitação e celebrar acordo com a Enap para criar cursos – tanto presenciais e quanto de educação à distância – sobre o assunto. “Assim teremos a escala necessária para atingir os 27 entes da Federação”, afirmou.

Quase 1 milhão de crianças precisam de ajuda humanitária no Nepal, estima Unicef

Foto: Abir Abdullah
Quase um milhão de crianças precisam de ajuda humanitária urgente no Nepal, depois do terramoto de magnitude 7,8 na escala de Richter, que ocorreu no sábado (25) e fez mais de 3,2 mil mortos, informou hoje o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Milhares de crianças dormem na rua depois do sismo, assim como eus pais, e os riscos de propagação de doenças é elevado, segundo a entidade internacional. De acordo com autoridades, 2.152 pessoas morreram no Nepal; 57, na Índia; 17, na China; e uma em Bangladesh. Além disso, há milhares de feridos. O desastre natural já é considerado o pior no Nepal nos últimos 80 anos.

“Pelo menos 940 mil crianças que vivem nas zonas mais atingidas pelo sismo no Nepal precisam de ajuda humanitária urgente”, segundo o comunicado da organização. “As restrições de acesso à água potável e a instalações sanitárias expõem as crianças a doenças que se propagam por via aérea e muitas delas estão separadas das suas famílias”, acrescentou a nota.

O Unicef explicou que mobilizou equipes e vai enviar à capital do Nepal, Katmandu, dois aviões carregados com 120 toneladas de ajuda humanitária, como medicamentos, tendas e cobertores. O sismo de sábado destruiu edifícios históricos, e as infraestruturas básicas foram muito atingidas.

Ontem (26), a região foi novamente atingida por um terremoto, de magnitude 6,7 na escala de Richter, o que agravou a situação no país. O tremor subsequente atingiu uma zona situada no noroeste de Katmandu, não muito longe da fronteira com a China. O abalo foi sentido até na região do Monte Everest, no Himalaia, onde provocou novas avalanches, segundo montanhistas que estão no local.

Diante da situação de emergência, a Cruz Vermelha Internacional lançou um site para ajudar na busca por desaparecidos. A página na internet permite que pessoas no Nepal e no exterior registrem os nomes dos parentes com quem desejam restabelecer contato. É possível também buscar registro de pessoas desaparecidas ou que responderam que estão vivas.

*Fonte: Agência Brasil

Público prestigia projeto Sarau na Matriz de Laranjeiras

A prefeitura de Laranjeiras, através da Secretaria Municipal de Cultura lançou no último sábado (25), o “Sarau na Matriz”. Um grande público se formou na praça para assistir às apresentações que aconteceram no Coreto, assim como em um palco. O projeto pretende valorizar os artistas e a cultura locais. Nesta primeira edição foi feita a homenagem à Dança e ao Chorinho.

O evento teve início às 20h30min com a apresentação de dois grupos de dança de Laranjeiras; Raízes de um Povo, com a direção de Adenilton Alves e Reviver, com a direção de Ane Shirley. Para o diretor Adenilton Alves, esta é uma oportunidade de expor o trabalho executado ao longo do ano. “Ambos fizeram uma belíssima apresentação que agradou ao público. Essa é uma  oportunidade de expor nossos trabalhos em praça pública, pois tínhamos somente o Encontro Cultural para fazer isso, hoje graças a Deus abre-se mais um espaço para nós artistas”, ressaltou.

Após as apresentações no palco, foi a vez do Coreto receber os artistas musicais que iriam homenagear o Chorinho. Coube a Odir Caius e Regional do Choro fazer a abertura musical. O repertório estava recheado de belas composições brasileiras de artistas consagrados, a exemplo de Pixinguinha que, com suas composições, mantém vivo o movimento Choro no Brasil. Encerrando a noite do Sarau na Matriz, Junior do Cavaco colocou o público para dançar, cantando diversas músicas do chorinho e um pouco de samba.

Projeto "Protagonista Juvenil” em maio

Entre os dias 11 e 14 de maio, a Saúde de Aracaju estará realizando o projeto "Descobrindo Novos Jovens Protagonistas” para os estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Laonte Gama da Silva, localizada no bairro Santa Maria. A ação é uma parceria entre os Programas Saúde na Escola (PSE), DST/Aids, Saúde da Mulher, Núcleo de Projetos Inovadores (Nuprin) e a Secretaria Municipal de Educação (Semed). O objetivo do projeto é realizar oficinas e dinâmicas educativas na escola abordando sexualidade, gravidez na adolescência e doenças sexualmente transmissíveis. Na tarde da sexta-feira, 24, os alunos da Emef Gama da Silva foram convidados para realizar as inscrições e participar do projeto.