Banese

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

OAB-SE não foi provocada a se manifestar sobre caso das subvenções, afirma presidente

Fotos: Reprodução/TV Atalaia
Carlos Augusto, presidente da OAB-SE, afirma que, agora, entidade participará da discussão para avaliar a constitucionalidade das subvenções


*Por Lays Millena 

A posse da ex-deputada estadual Angélica Guimarães no Tribunal de Contas do Estado (TCE) tem sido alvo de muitos comentários nos bastidores da política. Há quem critique a posse da atual conselheira, devido aos problemas com as subvenções da Assembleia Legislativa, caso que ainda está sendo investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). A Ampcon (Associação Nacional do Ministério Público de Contas), por exemplo, já se manifestou e entrou com uma representação no MPF, requerendo a anulação da posse de Angélica. 

De acordo com a Associação, a ex-parlamentar não possui os requisitos necessários para o cargo, visto que está sendo alvo de investigações que envolvem a má utilização de recursos públicos. Ainda nesse contexto, a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Sergipe (OAB-SE), também tem sido questionada pois, até o momento, não se manifestou a respeito do caso. Em meio às críticas, o presidente da entidade, Carlos Augusto, explica o porquê.

Segundo ele, ao contrário do que alguns afirmam, a OAB-SE não tem se furtado dos debates sobre questões locais e nacionais. “Nós participamos das discussões sobre o Plano Diretor de Aracaju, que hoje está suspenso. Ingressamos com uma Ação Civil Pública (ACP), recentemente, sobre a questão do número de pavimentos das edificações da capital. Nós, inclusive, estamos discutindo com o Tribunal de Justiça a questão dos precatórios. Portanto, a Ordem, hoje, participa de todas as temáticas, porém, sempre que provocada”, afirma o presidente, em entrevista nesta sexta-feira (23), ao jornalista André Barros, durante o programa A8 na TV, da TV Atalaia.

No entanto, de acordo com Carlos Augusto, sobre o caso das subvenções da Assembleia Legislativa, a OAB-SE não foi procurada para opinar a respeito. “A Ordem é imparcial, é apolítica, porém, nós, durante os cinco anos de mandato (e não será diferente este ano), procuramos mirar naquele foco, naquele ponto, desde que provocados. E nesse caso das subvenções, nenhum cidadão bateu às portas da OAB. Nenhum conselheiro da OAB ou advogado provocou a Ordem. Nós ficamos muito preocupados de, por iniciativa própria, lançarmos essa questão e, daqui a pouco, uma oposição, uma situação falar que nós estamos a serviço de A ou B”, explica.

Além disso, segundo o presidente, a Ordem dos Advogados se prepara para mais uma eleição e ele acredita que algumas críticas têm viés eleitoral. “Teremos eleições no mês de novembro e, inusitadamente, essa movimentação já acontece. Já ultrapassamos cinco anos de mandato e é natural que as coisas passem a mudar a visão de alguns”, argumenta.

Agora, a OAB-SE decidiu participar das discussões sobre as subvenções. O presidente disse que, após conversa com a Comissão de Combate à Corrupção Eleitoral da Ordem, ficou acordado que estudos sobre o Instituto das subvenções serão realizados. “Queremos analisar o foco, a questão central dos recursos, para avaliarmos se são constitucionais ou não. A instrução e penalidade das questões de natureza criminal, civil e administrativa estão sendo muito bem conduzidas pelo MPF, que está executando um excelente trabalho”, avalia. Carlos Augusto também espera que o Ministério Público Estadual (MPE) siga a mesma linha de atuação do MPF no caso. “Se for necessário, que sejam ajuizadas as ações competentes. A Ordem aplaudirá todas as ações nesse sentido”, assegura.

Mutirão oftalmológico retoma consultas em 2015 neste sábado

As ações do mutirão oftalmológico que foram realizadas pela Saúde de Aracaju durante o ano passado, irão ser retomadas este ano a partir deste sábado, 24. As consultas irão acontecer no Cemar (Centro de Especialidades Médicas de Aracaju) do Conjunto Augusto Franco, das 7h às 13h, com expectativa de atender 60 pessoas.

O coordenador da Rede de Atenção Especializada, José Soares, explica que esse ano o objetivo é aumentar o número de consultas. "Ano passado nós começamos com 50 exames oftalmológicos e esse ano a meta é iniciar com dois oftalmologistas, que deverão atender cerca de 60 pessoas. O resultado dos mutirões foi satisfatório. Temos uma procura que cresce constantemente e os mutirões são uma forma de atender as pessoas que aguardam na fila de espera", explicou.

Em 2014, foram realizadas ao todo, 565 consultas de oftalmológicas, além de 400 exames de ultrassonografia, beneficiando quase mil pessoas em Aracaju.

Os mutirões foram planejados através do Núcleo de Controle, Avaliação, Auditoria e Regulação (Nucaar) e da coordenação dos Centros de Especialidades Médicas. Paralelo aos mutirões o Município mantém, além dos atendimentos no Cemar, contratos com prestadores como clínicas e hospitais.

*Fonte: PMA

'Folia da Gente' continua nesta sexta com banda de pífanos

A programação da 'Folia da Gente', realizada pelo Instituto Banese e Governo de Sergipe, com a promoção do Museu da Gente Sergipana e apoio do Café da Gente, continua nesta sexta-feira (23). Neste dia a programação será marcada pela apresentação da banda de pífano Pilão de Pife, que a partir das 16h30 animará o Museu da Gente com músicas e ritmos populares.

O Pilão de Pife é composto por seis integrantes que desde 2007, ano da formação do grupo, animam eventos de cultura e arte pelo estado e pelo país. Na 'Folia da Gente' o grupo pretende aquecer os foliões com o seu mais recente trabalho, que eles nomearam de "Primeira Pisada". Trata-se de um trabalho recheado de canções de cunho popular remetendo aos diversos ritmos da cultura sergipana. A apresentação acontecerá no Museu da Gente com entrada gratuita e aberta a todos os públicos. Sergipanos, turistas, crianças e adultos podem participar e para tornar a folia ainda mais contagiante, basta trazer um instrumento musical e a fantasia de carnaval.

A 'Folia da Gente' tem como objetivo proporcionar mais um encontro de sergipanos, turistas, crianças, adultos e toda família com manifestações populares que remetem ao carnaval e às culturas populares. A programação garante diálogos entre talentos e folias, movimentando o nosso caldo cultural com músicas e artes.

Além da musicalidade dos pífanos revisitada em novos ritmos, a programação terá continuidade no dia 30 com o frevo da Orquestra Zé Frevança, de Laranjeiras, e a Feirinha da Gente, com produtos exclusivamente confeccionados com renda Irlandesa. Já no dia 06 haverá uma oficina de ritmos, com o músico Pedrinho Mendonça e o grupo Burundanga, grito de carnaval com a cantora Patrícia Polayne e mais Feirinha da Gente, dessa vez com produtos tradicionais e contemporâneos oriundos de diversos cantos de Sergipe.

*Fonte: Ascom/Instituto Banese

Ex-diretor confessa ter recebido US$ 1,5 milhão para aprovar compra de Pasadena

Foto: Folhapress/Veja
Em depoimento de delação premiada – firmada com o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) em setembro do ano passado –, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse que recebeu US$ 1,5 milhão do empresário Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, "para não causar problemas", na reunião da estatal em que foi aprovada a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O acesso aos termos do depoimento foi liberado pela Justiça Federal em Curitiba. 

Costa relatou aos investigadores que foi procurado por Fernando Baiano e aceitou receber o valor, que foi pago no exterior. Ele disse acreditar que a quantia tenha sido disponibilizada pela Astra Petróleo, proprietária da refinaria. Segundo ele, havia boatos dentro da Petrobras de que “o grupo de [Nestor] Cerveró [ex-diretor da Área Internacional], incluindo o PMDB e Baiano" tinha dividido "algo entre US$ 20 milhões e US$ 30 milhões, recebidos provavelmente da Astra”.

Sobre a relação com Fernando Baiano, Costa disse que viajou com ele em 2007 ou 2008 para Liechtenstein, na Europa, e foram ao Vilartes Bank, onde ele “acredita que os valores tenham sido depositados”. Na ocasião, Costa disse que conheceu Diego, um “operador” do empresário que morava na Suíça e vinha ao Brasil uma vez ao ano para cuidar das contas de Baiano.

O ex-diretor definiu Fernando Soares como lobista e “uma pessoa bem articulada, tendo muitos contatos no mundo político e empresarial”. Segundo Costa, ele é dono de uma cobertura de 1,2 mil metros quadrados na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, uma casa nos Estados Unidos, casas em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, e em Trancoso, na Bahia, além de uma lancha, ativos no exterior e uma academia de ginástica. Paulo Roberto acredita que os bens estão em nome de outra pessoa, porque Soares “não teria como comprovar a origem dos recursos para adquirir todos esses bens.”

Paulo Roberto Costa confirmou que a “necessidade de repasses para grupos políticos, especificamente PP e PT”, também ocorria na Diretoria Internacional, comandada na época por Cerveró. Nesse caso, segundo Costa, Fernando Baiano atuava como o operador que “cuidava de viabilizar a entrega de parte devida ao PMDB". Todos os partidos citados negam que tenham se beneficiado da cobrança de propina na Petrobras.

O delator também afirmou que, a partir de 2008 ou 2009, a cobrança de propina da Construtora Andrade Gutierrez passou a ser feita por Fernando Baiano, e não mais pelo doleiro Alberto Youssef. Em julho, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa com a compra da Refinaria de Pasadena. O maior montante, de US$ 580,4 milhões, deverá ser devolvido por membros da Diretoria Executiva da Petrobras, que aprovaram a ata de compra da refinaria, entre eles, o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli, além de Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa.

*Fonte: Agência Brasil

Universidade Tiradentes recepciona calouros e veteranos

Uma vasta programação de boas-vindas marca o início de mais um período letivo na Unit

O roteiro recheado de atividades culturais e recreativas acontece nos três turnos da próxima segunda-feira (26), em todos os campi da instituição, na capital e nos municípios de Estância Itabaiana e Propriá. A data marca o início do calendário letivo da IES para o primeiro semestre de 2015. O objetivo principal da ação elaborada e executada pela equipe do Departamento de Marketing do Grupo Tiradentes é recepcionar da melhor forma possível os milhares de jovens que escolheram a maior e melhor IES do Nordeste para adquirir a formação profissional.

A ação, diferente de outros anos, pretende deixar o contato da Unit com o aluno mais caloroso. Com o tema “Estação do conhecimento”, o cenário será paradisíaco. “Sim, traremos uma “praia” na universidade, uma verdadeira sombra e água fresca”, salienta a gerente de Marketing do grupo Tiradentes, Mariana Muniz ao explicar que no espaço cenograficamente montado no minishopping do Campus Farolândia, por exemplo, os alunos poderão sentar debaixo de um ‘coqueiro'; desfrutar de uma boa música; se refrescar com picolés e se ventilar aos desejos postos em ventarolas bastante convidativas. 

O cenário também é propício para uma interação constante onde os alunos terão a chance de relatar os momentos vividos durante as férias e até expressar esses momentos, por meio de fotos e outros tipos de publicações nas Redes Sociais. “Certamente será um momento em que muitos vão falar sobre suas expectativas para o ano de 2015 na Unit”, complementa Mariana. Ela afirma que esse será o cenário montado na Unit Farolândia; nos demais campi os alunos encontrarão mensagens de boas-vindas e também receberão ventarolas e picolés, além de prestigiar um bom repertório musical.

*Fonte: Ascom/Unit

Teste físico para o concurso da Polícia Civil acontece neste final de semana

Este sábado (24), e o domingo (25), serão decisivos para mais centenas de pessoas que prestaram concurso público para preenchimento de vagas para a Polícia Civil do Estado de Sergipe. A partir das 6h da manhã, acontecerá o Teste de Aptidão Física (TAF) que selecionará os candidatos aptos a participar do Curso de Formação e posteriormente se tornar um Policial Civil ou escrivão da polícia investigativa de Sergipe. 
Foto: Victor Ribeiro

A convocação para o TAF foi divulgada no último dia 13 de janeiro no Diário Oficial do Estado, e listou mais de 880 pessoas para prestar a prova física. O teste acontecerá no Ginásio Esportivo da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e será conduzida pelos representantes da empresa coordenadora do concurso, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Serão pré-selecionados para o curso de formação cinco vezes o número de vagas publicadas no edital.

O Teste

Para a realização do teste de capacidade física, o candidato deve está portando o original do documento de identificação utilizado para realização da inscrição e, ainda, e estar vestido com trajes adequados para atividade física, como calção de ginástica (ou malha, para o sexo feminino), tênis e camiseta sem desenhos ou inscrições.

O candidato também deverá, obrigatoriamente, apresentar atestado médico específico, conforme modelo do Anexo III do Edital do certame, constando suas plenas condições de saúde, capacitando-o a participar da prova, de acordo com o previsto. O concurso público para agente de polícia judiciária e escrivão de polícia é uma realização do governo do Estado, através das Secretarias de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e da Segurança Pública (SSP). A lista completa com os candidatos convocados e seus respectivos horários pode ser acessada aqui.

*Fonte: ASN

Prefeitura confecciona escadas na Orla Pôr do Sol

A Orla Pôr do Sol se transformou em um dos mais fortes pontos turísticos da cidade de Aracaju. Localizada no Mosqueiro, Zona de Expansão, à margem do rio Vaza Barris, a bela área de lazer dos aracajuanos e turistas é bastante frequentada como ponto de encontro para passar o tempo, encontrar os amigos ou simplesmente estreitar o convívio com a natureza.

No entanto, mesmo com tão pouco tempo de construída, a Orla Pôr do Sol precisa de manutenção e melhoramentos. Pensando na segurança dos seus usuários, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), está atenta às necessidades de reparos, obras e naquele espaço que recebe centenas de visitas semanalmente.

Desde a semana passada uma equipe da Emurb constrói duas escadas com guarda corpos na Orla Pôr do Sol. A obra está sendo realizada com o objetivo de garantir segurança e melhor acesso às lanchas e transportes marítimos de pequeno porte naquele local. "Além de detectarmos a necessidade da obra, também estamos atendendo a uma solicitação da Associação de Moradores do Mosqueiro. Esse trabalho conjunto com a população nos auxilia bastante para que possamos assegurar uma cidade melhor para os aracajuanos, bem como aos turistas que nos visitam", disse a presidente da Emurb, Socorro Cacho. A previsão é que a obra seja concluída em duas semanas.

*Fonte: PMA

Cresce a preocupação do brasileiro com a inflação

Entre 2012 e 2014, aumentou de 12% para 29% a proporção de brasileiros que colocam a inflação como uma das três prioridades do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. Em 2014, o aumento de preços ficou em segundo lugar entre as necessidades de mudança, empatado com o combate à criminalidade. Dois anos antes, estava em décimo. Os moradores da Região Sul estão mais apreensivos com a inflação.

Segundo pesquisa do Ibope feita para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), 48% da população acham a inflação um dos principais problemas do país, enquanto, em 2012, pouco mais 29% dos brasileiros tinham a mesma opinião. De acordo com a CNI, a mudança é motivada pela percepção de que, nos últimos anos, o ritmo de crescimento dos preços aumentou. A posição da inflação no ranking de problemas saltou do décimo sétimo para o quinto lugar no ano passado, atrás das drogas (citadas por 67%), da violência (64%), da corrupção (62%) e da saúde (58%).

O levantamento, feito com 2002 entrevistados em 142 municípios, mostra que 51% dos brasileiros consideram a melhoria nos serviços de saúde prioridade do governo. Outro tema destacado foi o combate à corrupção – o percentual dos que o consideram prioritário subiu de 17% para 24%, entre 2012 e 2014, passando do oitavo para o quinto lugar. O brasileiro está apreensivo também com o baixo crescimento da economia. O item, que era visto por 26% das pessoas em 2012 como um problema extremamente grave, passou a ser apontado por 32%. A posição desse item no ranking saltou do décimo nono lugar para o décimo primeiro. A preocupação com o desemprego caiu da décima para a décima terceira.

*Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Banese realiza treinamento teórico e prático sobre o funcionamento de caixas automáticos

Foto: Ascom/Banese
O Banco do Estado de Sergipe (Banese) está realizando treinamento teórico e prático sobre o funcionamento dos caixas automáticos (ATM’S) da instituição. Os cursos têm por objetivo passar orientações para evitar problemas de indisponibilidade dos ATM’S por conta de defeitos que possam surgir na impressora térmica, leitora de cartões, câmera de vídeo, leitora de códigos de barras, dispensador de notas e outras partes dos equipamentos.

O treinamento envolve turmas com no máximo oito coordenadores de agência, para facilitar o aprendizado, sendo apenas uma turma por dia. A carga horária é de quatro horas por dia, das 14h às 18h, e as aulas acontecem em dois ambientes do Centro Administrativo do Banese, em Aracaju: na sala de aula situada ao lado da cantina (parte teórica) e no laboratório de Automação situado na Superintendência de Tecnologia (parte prática).

Ministrado pelo supervisor técnico Walber da Silva Barros, da empresa OKI Brasil, que faz a manutenção dos equipamentos, o treinamento foi realizado durante toda a semana passada e acontecerá ainda durante esta semana, até esta sexta-feira (23).

Segundo o coordenador da Área de Infraestrutura (Arinf) do Banese, Marcus Vinicius de Gois Oliveira, o curso está sendo realizado pelo Banese em parceria com a OKI, sem custo para o banco. “Esse treinamento é vantajoso tanto para o Banese como para a OKI. Ele possibilitará a identificação e resolução dos problemas mais comuns, de modo que os ATM’S possam voltar a funcionar mais rapidamente. A nossa expectativa é de que diminuam o número de ocorrências e os casos de indisponibilidade dos ATM’S”, disse o coordenador.

*Fonte: Ascom/Banese

Rogério Carvalho nega confrontos no PT e diz que partido está “equilibrado” no Governo

*Por Lays Millena
Deputado federal Rogério Carvalho

Em Sergipe, o Partido dos Trabalhadores (PT) continua sendo alvo de muitas especulações, seja no que diz respeito às indicações para o Governo do Estado, ou sobre o relacionamento entre os próprios membros do partido. Mas o deputado federal Rogério Carvalho (PT), presidente do PT no estado, descarta qualquer tipo de confronto. Segundo ele, todas as forças do partido têm dialogado entre si. “As divergências existem, mas também existe respeito e construção conjunta de todas as lideranças do partido”, afirmou o parlamentar, em entrevista nesta quinta-feira (22) ao jornalista André Barros, durante o programa A8 na TV, da TV Atalaia. 

Na formação do secretariado do governador Jackson Barreto (PMDB), outros comentários, nos bastidores da política, envolveram o PT. Há quem diga que o partido não ficou satisfeito com as decisões do governador. Rogério Carvalho, no entanto, diz que situação do PT está equilibrada. “Quando o PMDB compôs o primeiro governo de Marcelo Déda [in memoriam], o PMDB tinha a Secretaria de Justiça, a Secretaria de Administração, do Trabalho e Turismo. Neste momento, o PT tem um espaço semelhante: tem a Secretaria do Meio Ambiente, a Agricultura, Emdagro, três diretorias na Seides (Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social) e o Ipes. Portanto, está equilibrado e acho que o governador, dentro das suas possibilidades, contemplou todos os partidos. Agora, cabe ao PT dar a sua contribuição e devolver essa possibilidade de participação no Governo com a prestação de serviços para a sociedade”, ressalta. 

Além disso, houve ainda um questionamento quanto à indicação da ex-primeira-dama Eliane Aquino para a Secretaria de Inclusão Social. Segundo Rogério, a vaga nunca foi ofertada ao PT. “Essa foi uma discussão do governador Jackson Barreto (PMDB) com a ex-primeira-dama e, portanto, está dentro do espaço que cabe ao governador. Em nenhum momento esta vaga foi ofertada ao PT”, garante. 

Quando questionado sobre a participação de Eliane Aquino no PT, o parlamentar destacou a atuação da ex-primeira-dama, mas disse que questões burocráticas devem ser resolvidas. “Estar ou não no PT depende da vontade. Não necessariamente você precisa ter a formalização para fazer parte de uma agremiação partidária. Então, com certeza Eliane Aquino faz parte do PT. Ela tem vinculações e é militante do Partido dos Trabalhadores, assumiu responsabilidades como tal e, hoje, existe apenas uma questão formal que precisa ser equacionada e depende, exclusivamente, dela. Mas não podemos deixar de reconhecer que ela é uma militante que tem atuação na vida partidária e histórica do partido”, afirma.

Eleições 2016

Deputado Rogério Carvalho, em entrevista ao jornalista
André Barros, na TV Atalaia
Passadas as Eleições de 2014, as atenções, agora, estão voltadas para o próximo pleito, que ocorrerá em 2016. De acordo com Rogério, o PT deverá indicar sim algum nome na disputa para a Prefeitura de Aracaju. “O PT vai procurar todos os partidos que compõem o bloco que dá sustentação ao governador Jackson Barreto para discutir a candidatura à Prefeitura de Aracaju. Obviamente que todos os partidos que já disputaram eleições majoritárias vão apresentar nomes e o PT, com certeza, também vai apresentar nomes para a sociedade”, destaca.

Seria ele o nome do PT para a Prefeitura? O deputado adianta que não. “Acho que o partido deve apresentar novas lideranças, porque precisamos fortalecê-las. Alguns exemplos são a deputada estadual Ana Lúcia (PT), o vereador Iran Barbosa (PT), o deputado Marcio Macêdo (PT), Conceição Vieira (PT), Emanuel Nascimento (PT); temos vários companheiros. Eliane Aquino, se resolver as questões formais e burocráticas do partido também é um nome que pode participar do debate e ser uma possibilidade do PT, pois não existe veto a nenhum companheiro ou companheira do partido que queira participar da disputa”, explica.

Mas o presidente estadual do PT não nega que já existe um nome no partido que o agrada. “Temos a deputada Ana Lúcia, que foi reeleita agora e é um nome que gosto muito, é um nome forte. Mas precisamos considerar todas as lideranças que estiverem aptas à candidatura”. 

FHS

Quando questionado sobre a situação da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e sobre a possibilidade de o contato da FHS não ser renovado com o Estado, o deputado opinou e disse que trata-se de um problema de “financiamento”. “Não tem como voltar atrás, uma vez que foram feitos concursos. Nós temos quatro mil funcionários empregados nas Fundações e isso precisa ser preservado. A dívida da fundação é em função de o recurso ser menor do que a despesa. É preciso saber que leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) foram abertos, pessoas foram atendidas em UTI, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) salvou vidas, cirurgia foram realizadas, próteses foram colocadas, ou seja: tem uma enormidade de prestação de serviços que, com certeza, é a causa das dívidas da Fundação. Se fosse com uma Secretaria ou com uma OS (Organização Social) , seria da mesma forma. O problema é de financiamento”, conclui.

Moradores da Ponta da Asa I e II comemoram obras da Prefeitura

Foto: Ascom/Emurb
"Para quem sofria com os alagamentos e a falta de saneamento, ver em tão pouco tempo esta transformação é algo para se comemorar bastante. Eu já havia perdido as esperanças de ver a implantação da rede esgoto, mas agora confio que nossas vidas vão melhorar", vibra a dona de casa Josefa Silva Carvalho, moradora há mais de dez anos da Ponta da Asa, no bairro Lamarão, que assiste uma grande ação da administração municipal.

A felicidade da comunidade tem motivos. A Prefeitura de Aracaju realiza uma das maiores obras já realizadas nas duas etapas do loteamento Ponta da Asa, que inclui a complementação da rede de esgoto sanitário e a criação de estações elevatórias das duas etapas do complexo residencial. Com investimentos que somam aproximadamente R$ 2 milhões, conveniados entre a PMA e o Governo do Estado, a obra foi iniciada há pouco mais de três meses e segue o cronograma previsto.

Estas realizações também são bem vistas pelo o pedreiro José Geraldo dos Santos, um dos primeiros moradores e conhecedor dos transtornos que os moradores sofriam no passado. "Moro aqui há mais de 30 anos, quando aqui era um sítio e tinha poucas casas, e sinceramente nunca vi uma obra tão importante para toda a população que mora aqui. Antes era lama na rua, os esgotos das casas eram jogados no mangue e não tinha saneamento. Hoje fico satisfeito em saber que depois de tanto tempo fomos atendidos", enfatiza José Geraldo. 

As obras estruturantes ficarão na história da área, mas também têm oportunizado a mão-de-obra local nos serviços básicos. Foi o que aconteceu com Wesley Pereira dos Santos, que além de morar na Ponta da Asa, foi contratado para trabalhar na empresa que executa a obra. "Eu já estava feliz em ver que minha rua iria melhorar com as obras, e agora que trabalho na obra fico mais feliz ainda. Vou contribuir para beneficiar o local onde moro", destaca o jovem. 

Os benefícios com a obra serão imediatos já que todo o esgoto produzido no local e jogado indevidamente na rede de drenagem será redirecionado para uma rede central de captação de todo os dejetos produzidos tanto na Ponta da Asa I, como na II. Outro ponto positivo será o destino dado a tudo que for produzido e captado pelas três estações localizadas nas duas comunidades será canalizado para a estação de tratamento situada já no município de Nossa Senhora do Socorro. 

Após finalizar todo o serviço na rede de esgotamento, a PMA reconstruirá o pavimento de todas as ruas que tiveram algum dano durante os serviços. Por conta do terreno íngreme do local e de aspectos geográficos peculiares, os serviços têm sido acompanhados por técnicos da Emurb e engenheiros da empresa contratada para executar a obra.

*Fonte: PMA

Ministro admite possibilidade de recessão no primeiro trimestre deste ano

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu na quarta-feira (21) a possibilidade de o país registrar contração econômica no primeiro trimestre de 2015, mas ponderou que a recessão deve ser momentânea. “Um trimestre de recessão não quer dizer nada em termos de crescimento”, destacou.

Para o ministro, a recuperação da credibilidade e da confiança no país impulsionará o investimento e ajudará a preservar o emprego e o consumo nos meses seguintes. Ele participa do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, e minimizou o impacto das medidas de ajuste fiscal anunciadas segunda-feira (19) na produção e no consumo em 2015, pois considera que os efeitos dos cortes de gastos e do aumento de tributos devem limitar-se aos primeiros meses de 2015.

Levy também informou que o governo deverá continuar a fazer ajustes para retomar o crescimento. Segundo ele, as medidas de corte de gastos e de aumento de tributos anunciadas nas últimas semanas são apenas o primeiro passo para reequilibrar a economia.

“Para o investidor internacional, é importante saber que não trabalhamos no curtíssimo prazo. Não estamos aqui procurando fazer remendos, estamos arrumando a casa para garantir crescimento sólido”, afirmou o ministro em entrevista a jornalistas brasileiros na Suíça. A gravação da entrevista foi divulgada pela assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda.

*Fonte: Agência Brasil

Governo lança novo mapa político de Sergipe

Foto: Ascom/Seplag
O ano começa com boas notícias para área cartográfica de Sergipe. A equipe de Geografia e Cartografia da Superintendência de Estudos e Pesquisas (Supes) da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), acaba de lançar o novo mapa político do Estado. O mapa que não passava por uma atualização há alguns anos, apresenta a divisão político-administrativa de Sergipe com seus 75 municípios e alguns povoados.

O mapa que destaca ainda a hidrografia com os principais rios, o relevo, rodovias federais e estaduais, ferrovias e a localização de aeroportos e do porto, foi apresentado ao Secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Augusto Gama, pelo Superintendente de Estudos e Pesquisas da pasta, Marcel Resende, e sua equipe técnica. “O desenvolvimento de mapas como esse é um trabalho de suma importância realizado por esses técnicos da Seplag”, destaca o secretário.

Essa atualização tem como base cartográfica de referência as Malhas Municipais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do ano 2010. O material foi baseado ainda em informações do Atlas Digital sobre Recursos Hídricos de Sergipe, do ano 2014, desenvolvido pela Superintendência de Recursos Hídricos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SRH/Semarh), e dados do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/Seinfra).

Segundo Marcel Resende o novo Mapa Político de Sergipe é uma contribuição e um incentivo da Supes/Seplag ao conhecimento acerca do estado, e certamente será utilizado por vários setores da sociedade sergipana, desde as esferas política, gestora e empresarial, como pelas esferas acadêmicas e escolares. “É um excelente material didático que, por exemplo, poderá ser utilizado por professores e alunos nas escolas de Sergipe”, acredita.

No mapa estão disponibilizadas ainda informações socioeconômicas atualizadas por município e agregadas por territórios de planejamento. “Variáveis como área, número de habitantes e densidade e distancia até a capital estão disponíveis ao usuário de modo a complementar a informação visual, contribuindo para o conhecimento mais pleno de todas as unidades administrativas que compõem o nosso estado”, afirma Alan Juliano, assessor de Geoprocessamento da Sups/Seplag, responsável por coordenar o projeto.

O Mapa Político de Sergipe está disponível para download gratuito no site do Observatório de Sergipe, em dois tamanhos para impressão com qualidade (A0 e A3). Este é o primeiro de uma série de mapas que a Sups/Seplag disponibilizará para a sociedade sergipana no ano de 2015. “A elaboração de um mapa com esse grau de qualidade só é possível hoje em dia graças à melhoria das técnicas de mapeamento e geoprocessamento ocorridas nas últimas décadas. Em 2015 continuaremos trabalhando com o objetivo de elaborar e disponibilizar produtos sobre o espaço geográfico sergipano, possibilitando à população o acesso gratuito ao conhecimento sobre nosso Estado”, frisa o Diretor Geral de Geografia e Cartografia da Sups, Márcio Reis.

*Fonte: Ascom/Seplag

Unit fecha parceria com Rede Primavera

Laís Ramos e Wagner Bravo durante a realização da parceria
Funcionários da Rede poderão ter até 20% de desconto na mensalidade

A Universidade Tiradentes firmou parceria com a Rede Primavera. Com o convênio, todos os funcionários da Rede terão de 10% a 20% de descontos na mensalidade em cursos de graduação e pós, presencial ou a distância. Os funcionários que já estudam na Unit também terão direito ao desconto.

“Fechar com a Rede Primavera é muito importante por ser um grupo de credibilidade e é muito bom ver que existe a preocupação em melhorar a capacidade profissional e pessoal dos seus colaboradores”, afirma Laís Ramos, consultora de Negócios da Unit.

Para o presidente da Rede Primavera, Wagner Bravo de Oliveira, apostar no conhecimento é fundamental. “Para nós é motivo de grande satisfação fazer essa parceira, primeiro pelo respeito que temos pela Unit e sua contribuição para sociedade; segundo pela oportunidade para que as pessoas tenham acesso à instituição e estudem, porque o conhecimento é a forma mais consolidada de garantir o futuro”, diz Bravo.

Para ter o direito ao desconto o colaborador da Rede Primavera precisa levar a documentação que comprove seu vínculo com a empresa.

*Fonte: Ascom/Unit

Eliane Aquino fala da Seides e da recusa ao convite de Jackson

"Agradeço publicamente a confiança em mim depositada pelo Governador Jackson Barreto ao me convidar para assumir uma pasta tão importante para o Estado como a Secretaria de Estado da Mulher, da Inclusão e da Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos. Agradeço também sua compreensão ao entender os meus motivos e reforço o que disse: não me afasto do Governo. Ao contrário, pretendo estar perto, ajudando em tudo o que for possível, participando ativamente de suas ações e desenvolvendo projetos que me permitam continuar atuando em prol dos sergipanos. Mas com a consciência tranquila de quem reconhece sua imensa responsabilidade em relação à família.  Aproveito para esclarecer, no entanto, que, diferentemente no que foi divulgado por um órgão da imprensa, ainda não está definido em que área irei atuar.

Gostaria de agradecer a cada um de vocês que, enquanto servidores, militantes, parceiros e amigos, contribuíram para os avanços que conquistamos nos últimos anos à frente da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides). Agradeço especialmente a Maria Luci Silva, que responde pela Seides desde o período em que me afastei para atuar na última campanha e que sempre foi uma grande parceira na busca pelo desenvolvimento social de Sergipe.

Não posso deixar de registrar minha satisfação em ter contribuído nos últimos anos para o novo estágio em que a Assistência Social se encontra. Historicamente, o Brasil se utilizava de práticas assistencialistas para o atendimento de sua população. Com a chegada do presidente Lula ao poder, pouco a pouco, o País foi construindo e fortalecendo a execução de políticas públicas na área da Assistência Social de forma a assegurar a todos os cidadãos um atendimento mais justo e igualitário, o acesso a direitos e a oportunidades de crescimento. Assim também foi em Sergipe.
Aqui, a SEIDES focou sua atuação na CONSOLIDAÇÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (SUAS). Foram desenvolvidas diversas ações que vão desde a maior oferta de oportunidades de capacitação para profissionais e gestores da área até a implementação da política de COFINANCIAMENTO ESTADUAL DA ASSISTÊNCIA SOCIAL entre o Governo de Sergipe e os municípios.

Para que vocês possam entender, o Cofinanciamento visa assegurar o repasse de recursos com menos burocracia, mas com igual transparência, e uma maior autonomia. Assim, os municípios se organizam e planejam suas ações com base nas necessidades e prioridades já diagnosticadas em seus territórios. Esse é, sem dúvida, um marco para o fortalecimento da gestão descentralizada e para a melhoria dos serviços prestados à população.

Em 2012, o repasse de recursos foi de 388 mil reais. Em 2013, o valor foi de cerca de 2,5 milhões. Em 2014, os repasses ultrapassaram os 13 milhões de reais. Um investimento que mudou para melhor o serviço prestado à população em diversos municípios do nosso estado.

Hoje, todos os municípios sergipanos possuem pelo menos um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Em todo o estado, já contamos com 108 CRAS. Já no que se refere aos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS) saltamos de 35 unidades em 2013 para 49 em 2014. Graças ao cofinanciamento, 14 novos CREAS foram implantados em diversos pontos do Estado.

No que compete ao Serviço denominado de Alta Complexidade houve avanços no processo de implantação e reordenamento dos Serviços de Acolhimento para Crianças e Adolescentes. Com o objetivo de priorizar a convivência familiar e comunitária foram implantadas 10 novas casas lares e 01 abrigo regional. O cofinanciamento foi indispensável para a ampliação dos serviços de atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade.

Além disso, 24 municípios que executavam os serviços de CRAS e CREAS em prédios alugados também foram contemplados com convênios que visam à construção de prédios próprios. A ideia é que, dessa forma, os serviços não sofram interrupções, especialmente quando há mudança dos gestores municipais.

Mas sabíamos também que não bastava melhorar somente a infraestrutura física. Era preciso também qualificar os profissionais que atendem diretamente a população. E foi pensando nisso que Sergipe atingiu outro marco histórico: ser o primeiro estado brasileiro a executar o CapacitaSUAS. Um programa do Governo Federal destinado à formação dos profissionais que atuam na área da Assistência Social sendo que a primeira turma formou 740 profissionais de todo o estado. E já apresentamos à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão a proposta para licitarmos o processo de capacitação continuada para o biênio 2015/2016 que visa atender a 2.280 trabalhadores do SUAS.

Na área da Segurança Alimentar e Nutricional, buscamos fortalecer a participação da sociedade civil através da reorganização do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEAN/SE, através da Lei nº 6.526/2008 e desenvolver a Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional através de um conjunto de ações planejadas para garantia da oferta e do acesso aos alimentos para toda população, com sustentabilidade, de forma articulada com seus diferentes setores e áreas de ação – saúde, educação, trabalho, agricultura, desenvolvimento social, meio ambiente, dentre outros em diferentes esferas – incluindo a produção, comercialização, controle de qualidade, acesso e consumo de alimentos, através de projetos e programas visando a Segurança Alimentar e Nutricional da população sergipana.

Dentre as ações realizadas, podemos destacar a implantação do projeto FEIRA DA AGRICULTURA FAMILIAR. Implantado em 16 municípios (Aracaju, Boquim, Cristinápolis, Estância, Gararu, Indiaroba, Itabaianinha, Itaporanga D’Ajuda, Lagarto, Moita Bonita, Neópolis, Nossa Senhora da Glória, Propriá, Ribeirópolis, Tomar do Geru e Umbáuba), o projeto fortaleceu a agricultura familiar ao criar novas frentes de comercialização para o escoamento da produção dos agricultores familiares, eliminar a figura do atravessador, estimular a utilização de métodos agroecológicos e a adoção de medidas de proteção ambiental. O projeto atualmente tem 409 agricultores cadastrados, dos quais 187 são mulheres. Somente em Aracaju já existem 03 pontos de comercialização, nos pátios da SEIDH e das Secretarias de Estado da Educação e do Meio Ambiente.

Também buscamos a ampliação do atendimento do RESTAURANTE POPULAR PADRE PEDRO. Tendo como prioridade o atendimento à população de baixa renda, trabalhadores informais, desempregados e pessoas em situação de rua, proporcionando uma alimentação de qualidade e balanceada, o restaurante ampliou o seu atendimento e, desde maio de 2013, passou a fornecer o serviço de jantar. Hoje, são servidas 2 mil refeições diárias, sendo 1.350 no almoço e 650 no jantar.
Buscando a consolidação de um Sistema Público de Promoção da Agricultura Urbana e Periurbana na Região Metropolitana de Aracaju, desenvolvemos ainda o PROJETO HORTAS URBANAS. Atendendo a 320 beneficiários, o programa visa promover a geração de renda, acesso ao alimento saudável e desenvolvimento sustentável local, através da implantação de 09 hortas comunitárias e 03 unidades de beneficiamento de frutas e hortaliças. Em 2014, já foram realizados cursos de Agroecologia, Associativismo e Cooperativismo, Beneficiamento de Produtos Vegetais – Frutas e Plantas Medicinais, Aproveitamento Integral dos Alimentos e Mercado e Comercialização nos Municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão. Foram implantadas 04 hortas e 01 Unidade de Beneficiamento no Município de São Cristóvão e 01 horta no Município de Nossa Senhora do Socorro.

Com o PROJETO CULTIVANDO O SERTÃO DO SÃO FRANCISCO foram instaladas 70 Unidades de Sistemas Produtivos Agroecológicos Integrados Sustentáveis (PAIS) em 09 Municípios do Alto Sertão Sergipano: Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Monte Alegre, Nossa S. da Glória, Gararu, Porto da Folha, Itabi, Feira Nova e Graccho Cardoso, objetivando fomentar a agricultura orgânica na região e estimulando o auto consumo dos alimentos e a geração de renda, através da venda da produção sobressalente.

Mantivemos a DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS, ação que atende às famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social e em estado de insegurança alimentar e nutricional, visando garantir o Direito Humano à Alimentação Adequada – DHAA de grupos específicos tais como os pacientes fenilcetonúricos e portadores do vírus HIV/AIDS e nas situações emergenciais por qualquer natureza de desastre, tais como seca e enchentes, em parceria com a Defesa Civil através da aplicação de questionário de insegurança alimentar e nutricional e na entrega das cestas de alimentos.

Em parceria com o MDS, também desenvolvemos o PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS - PAA – PROJETO FRUTOS DA TERRA. Os beneficiários desta ação são os agricultores familiares, assentados da reforma agrária e integrantes de comunidades remanescentes de quilombos rurais e demais povos e comunidades tradicionais, além de entidades socioassistenciais que fornecem refeições e os programas sociais de governo nas esferas municipal e estadual. Iniciado em 16 municípios, em 2011, com recursos no valor de R$ 926.045,71 e beneficiando 201 agricultores familiares, o programa foi ampliado para 46 municípios sergipanos, através de termo de adesão, em 2013, com previsão de atingir 1.380 agricultores familiares, com recursos de cerca de 7 milhões. Os recursos são do Governo Federal (MDS) e o programa hoje passa por reformulação em busca do seu contínuo aperfeiçoamento. Pleiteamos também o PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DAS CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS DO PAA visando a aquisição de materiais de consumo e equipamentos para estruturação das centrais, potencializando a execução do programa e o escoamento dos alimentos, e adquirimos 11 (onze) veículos utilitários em 2014 com essa finalidade.
Na área da Inclusão Produtiva, um dos grandes destaques continua sendo o PROGRAMA MÃO AMIGA.  Mitigar os efeitos do desemprego causado pela entressafra dos cultivos da cana de açúcar e da laranja é o seu objetivo primordial. Criado em 2009, institui o benefício de quatro parcelas de R$190,00 para o limite de 5mil trabalhadores para a cana e 5mil para a laranja.

Como parte das inovações ocorridas neste Programa, a inclusão dos beneficiários analfabetos no Programa Estadual Sergipe Alfabetizado apresentou seu primeiro resultado em junho de 2014 com 50 trabalhadores que conseguiram se alfabetizar.

Preocupada com a perspectiva de redução de emprego para o cortador de cana, tendo em vista o crescente processo de mecanização dessa atividade para atender à exigência legal de redução das queimadas no processo de corte da cana, a SEIDES ampliou a parceria firmada em 2013 com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI para oferecer cursos na área automotiva para os cortadores de cana do Programa Mão Amiga.   Sem custo financeiro algum para a SEIDES, o SENAI, através do seu Programa SENAI Gratuidade, disponibilizou a unidade móvel (carreta) ou, onde não foi possível, o município disponibilizou sala de aula para a realização dos cursos de Mecânica de Manutenção em Motor a Diesel, Mecânica de Manutenção em Motocicleta e Eletricista de Automóveis, beneficiando 106 trabalhadores distribuídos nos municípios de Capela, Japoatã, Japaratuba, Areia Branca, Laranjeiras, Santa Rosa de Lima e N. S. das Dores.

Atuamos também na qualificação profissional de trabalhadores em situação de vulnerabilidade social, através do PROGRAMA NOVOS RUMOS e buscou parceria com a SETRAB para inclusão de trabalhadores no Sistema Mais Emprego. Aliada à qualidade dos cursos ministrados, essa parceria proporcionou a entrada no mercado de trabalho de muitos desses qualificados. Outros melhoraram a qualidade dos produtos que comercializam ou dos serviços que já oferecem a partir dos novos conhecimentos adquiridos.

Também no âmbito da qualificação profissional, apoiamos a execução do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Para execução em Sergipe, a SEIDES aceitou o convite do MDS para atuar como interlocutora entre os municípios e o Ministério. Uma das primeiras ações implementadas pela SEIDES foi a parceria com o SENAC e SENAI para qualificar os operadores do sistema informatizado desse programa (SISTEC). Outra importante ação foi a criação do COMITÊ GESTOR TERRITORIAL DO PRONATEC visando integrar as ações no âmbito municipal e estadual. Desse modo, várias secretarias se integram à Assistência Social na execução do Pronatec em cada município, de modo que a seleção dos cursos tenha como base a demanda real do mercado local ou territorial. Como resultado das intervenções da SEIDES através do Comitê Territorial, todos os 75 municípios já aderiram ao PRONATEC e 72 deles já ofertaram matrículas que totalizam 34.093 sergipanos contemplados e R$ 75.112,00 milhões investidos em Sergipe pelo Governo Federal.

Ainda na política de inclusão produtiva, a SEIDES, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Social – BNDES apóia o pequeno produtor rural na resolução de problemas que afetam a produção ou comercialização do seu empreendimento. Esse é o objetivo principal dos EDITAIS DE APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE BAIXA RENDA (APL’s), iniciativa da SEIDES em parceria com o BNDES. Formalizada em 2009, esta parceria está em vigência e vai até 2017, ou até os 12 milhões destinados serem utilizados para o fim a que se propõe.

Em 2014, lançamos o III Edital com um aporte de R$ 5 milhões. Somente nesta edição foram 83 projetos apresentados e 50 deles passaram pela etapa classificatória de análise documental e as entidades pleiteantes estão sendo visitadas pela Comissão de Avaliação que deverá emitir parecer final até meados de dezembro.

O PROJETO DE INCLUSÃO PRODUTIVA ATRAVÉS DA PISCICULTURA E APICULTURA foi outra parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS que teve como objetivo gerar renda para famílias em situação de vulnerabilidade social e que apresentaram aptidão para o cultivo de peixe em tanque rede e produção de mel. Foram beneficiadas 200 famílias na piscicultura em 6 municípios sergipanos (Ilha, Santana, Telha, Neópolis, Graccho e Pirambu) e 300 famílias na apicultura em 8 municípios (Amparo, Poço Redondo, Aquidabã, São Francisco, Arauá, Gararu, Capela e Japaratuba).

O projeto investiu diretamente na aquisição dos equipamentos necessários à implantação dessas atividades, mas também teve especial atenção com a promoção de Assistência Técnica, o que constituiu um grande diferencial desse projeto. Investimos aproximadamente R$ 3,5 milhões nas duas áreas produtivas (piscicultura e apicultura. Os resultados obtidos registram que o projeto de piscicultura apresentou, nos três anos de trabalho de campo, uma produção total de 143,1 toneladas de tilápia e uma arrecadação de aproximadamente R$ 800 mil, sem contarmos com os grupos de Néopolis e Graccho Cardoso, que iniciaram o cultivo há apenas três meses. Temos ainda uma produção em curso e que se estima em 135 toneladas para os próximos meses, com obtenção de renda de aproximadamente R$ 700 mil. Na apicultura, em que pese os problemas climáticos e de contaminação dos enxames, estamos com uma produção de 15.100Kg de mel e com perspectivas de chegar ao mínimo de 91.000 kg nos próximos meses.

Com o objetivo assegurar o direito à inclusão social e ao desenvolvimento humano e social no Estado de Sergipe, através do desenvolvimento de metodologias, estratégias e ações, realizamos ainda o PRODOC - PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ENTRE O GOVERNO BRASILEIRO E A ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). A fim de alcançar o objetivo principal, a proposta inclui editais voltados para a produção de pesquisa quantitativa e qualitativa, coleta de dados, mensuração, e mapeamento que irão possibilitar a identificação e criação do perfil das pessoas com deficiência, crianças e adolescentes vítimas de exploração e abuso sexual, pessoas em situação de vulnerabilidade pelo uso abusivo de substâncias psicoativas (drogas) existentes no Estado; além das organizações não governamentais desenvolvedoras de ações voltadas à assistência desses grupos prioritários do Prodoc. O projeto ainda está em andamento e irá oferecer ao Estado subsídios para a qualificação das políticas públicas que se encontram em andamento, bem como encaminhamentos para a construção de novas atividades.

Com o DEPARTAMENTO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL – DEPEC trabalhamos visando minimizar os efeitos da maior seca registrada nos últimos 50 anos em Sergipe, além de realizar ações de caráter preparatório para a melhoria do sistema estadual de proteção e defesa civil com a realização de conferências, ações preparatórios para prevenção de desastres e atendendo ininterrupto das demandas dos municípios.

Quando o Estado de Sergipe se viu diante da maior seca dos últimos 50 anos, com 38 Municípios em Situação de Emergência, deu-se especial atenção às famílias no tocante a distribuição de alimentos e água, além de desenvolver também uma ação inédita no Estado que garantiu a sobrevivência de milhares de animais, envolvendo comida e água.

Também foi dada continuidade à Operação Carro Pipa com a contratação de caminhões para distribuição de água devidamente potabilizada e com acompanhamento mensal da Vigilância Sanitária, em todos os municípios em Situação de Emergência, além distribuição de mais de cestas de alimentos garantindo segurança alimentar e nutricional aos afetados.

Destacamos ainda a parceria com a EMDAGRO para a aquisição de 6.7 toneladas de material forrageiro, entre palma forrageira, rolão de milho e milho, para mais de 7 mil produtores que possuíam até 10 (dez) animais em seu rebanho e que estavam dentro das áreas afetadas pela seca, com Decreto de Situação de Emergência vigente, garantindo a sobrevivência do rebanho dos pequenos produtores.

Enfim, esses são alguns destaques do trabalho desenvolvido pela, então, Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social nos últimos anos. Tivemos ainda o desenvolvimento de várias parcerias com outros órgãos e Secretarias para o financiamento de programas e projetos que se destinassem à melhoria da qualidade de vida dos sergipanos que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Foram muitas ações e não será possível citar todas, mas cito como exemplo o projeto Orquestra Jovem de Sergipe, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, Instituto Banese elo Instituto Banese, e pelo Ministério da Cultura, com o patrocínio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e das empresas Sergas, Energisa e Almaviva, e que transformou a vida de 100 meninos e meninas do bairro Santa Maria por meio da iniciação e aprimoramento musical.

Os desafios foram grandes, mas não maiores que o encantamento e gratidão por cada vida que conseguimos alterar para melhor. 

Estamos iniciando um novo ciclo. Igualmente, ou até mais, empenhados em não aceitarmos retrocessos e em trabalharmos diariamente em busca da melhoria dos serviços prestados e da promoção dos direitos de todos os sergipanos.  Acredito que nosso compromisso não deve ser apenas o de garantir direitos, mas o de promovê-los e continuarei trabalhando incansavelmente por isso.

Obrigada a todos! "

Eliane Aquino

Aracaju, 22 de janeiro de 2015

Mais de 200 atletas se inscrevem para concorrer ao Bolsa Atleta

Após o período de seis dias úteis, conforme previsto no edital, terminaram hoje as inscrições para o Bolsa Atleta, programa desenvolvido pela Secretaria Municipal de Juventude e do Esporte (Sejesp). Ao todo, 222 pessoas se cadastraram para concorrer a uma das 80 vagas disponibilizadas. O período de inscrição que iniciou no dia 14 de janeiro estendeu até quarta-feira (21). A previsão é que no dia 27 de janeiro seja divulgado o resultado provisório dos esportistas contemplados com o programa. Após esta data, será dado um prazo de dois dias úteis para os possíveis recursos. O resultado definitivo será divulgado no dia 2 de fevereiro.

Para deixar ainda mais transparente a análise dos currículos dos atletas, uma comissão de seleção dos atletas será formada por sete integrantes de várias entidades representativas ao esporte. Da Sejesp terá dois representantes, um representante da Câmara Municipal de Aracaju (Comissão de Esporte), um representante das modalidades paralímpicas, um representante do Conselho Regional de Educação Física (CREF), um representante das Federações e um representante da Secretaria Municipal de Educação.

Fechando o ciclo de entrega de documentações, a nadadora Vitória Maria da Silva Santos, 17 anos, que integra o programa desde o surgimento, preencheu tudo direitinho como pede o edital para pleitear a sua continuidade no Aracaju Bolsa Atleta. "Apesar de em 2014 ter diminuído os treinamentos e as competições devido ao vestibular, conseguir resultados expressivos em competições locais e medalhas de ouro e prata na Copa Nordeste", finalizou a especialista dos 50 e 100 metros costas.

Aracaju Bolsa Atleta

Estão sendo ofertadas 80 vagas divididas em três níveis. Categoria I com 10 atletas que receberão R$ 13.200 durante o ano; Categoria II beneficiará 20 atletas com o valor anual de R$ 8.800; Categoria III contemplará 50 atletas com o valor anual de R$ 4.400; parceladas em 11 meses. Não é exigida idade limite para os paratletas.

Outro ponto de reformulação do edital está sendo a disponibilização de 10% das vagas para estudantes da Rede Municipal de Ensino, desde que preencham os requisitos básicos previsto no documento. Além de no mínimo 5% das vagas destinadas aos paratletas.

*Fonte: PMA

Termina hoje prazo de inscrição no Sisu

Hoje (22) é o último dia para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2014 e não tiraram 0 na redação podem se candidatar a vagas no ensino superior público na página do Sisu até as 23h59. As notas de corte podem ser consultadas no sistema. Elas não garantem a vaga ao candidato, são apenas uma referência.

Segundo o último balanço do Ministério da Educação, até a noite de ontem, 2,3 milhões fizeram a inscrição. A recomendação é que os interessados não deixem para a última hora. Em 2014, cerca de 6,2 milhões fizeram o Enem.

Nesta primeira edição de 2015, o Sisu oferece 205.514 vagas, em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior. O resultado será divulgado no dia 26. Os candidatos que não forem selecionados poderão ainda participar da lista de espera, de 26 de janeiro a 6 de fevereiro.

*Fonte: Agência Brasil